Blog Santo Antônio
Ver todos
  Vídeos
Notícias

Fonte: Grupo Santo Antonio
Governo busca equilíbrio socioeconômico para viabilizar Auxílio Brasil, diz João Roma
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O ministro da Cidadania, João Roma, admitiu que ainda há questões a serem equacionadas para executar o Auxílio Brasil, a nova versão do Bolsa Família. Ele esteve na última sexta-feira (24) num evento promovido pelo site Anota Bahia, em Salvador.

 

De acordo com ele, é preciso encontrar um equilíbrio entre as áreas econômica e social. “Até porque, por mais que nós tenhamos que fortalecê-las, precisamos ter muito cuidado com o quesito fiscal, pois tudo isso pode desencadear uma fragilidade econômica, o que não é positivo, em especial para os mais pobres“, declarou.

 

Ele afirmou que a inflação é observada com cuidado pela equipe do governo federal. “Desencadear um avanço no quesito inflacionário significa dar com a mão e tirar com a outra. Pós-pandemia o processo inflacionário foi global, com a exceção de uma China, que utiliza ferramentas distintas das democracias ocidentais. A inflação seguiu, naturalmente, a passos largos, dados esses quesitos”, pontuou.

 

O programa ainda não tem data para sair do papel. No entanto, segundo o portal iG, ainda há entraves. O projeto depende da solução com os precatórios, que totalizam R$ 89,1 bilhões em 2022. Para se adequar à lei eleitoral que impede aumento de programas sociais em ano de eleição, o governo tenta correr para conseguir lançar o Auxílio Brasil entre novembro ou dezembro deste ano, após o fim do auxílio emergencial. 

 

Em entrevista à revista Veja, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o valor do benefício deve orbitar em torno dos R$ 300. Ele também disse que o aumento de mais de 50% em relação ao Bolsa Família não é por motivos eleitoreiros.

 

"Acertei com o Paulo Guedes um mínimo de 300 reais para o Auxílio Brasil, um programa que, ao contrário de governos passados, não vai ser usado como curral eleitoral. Se eu usasse o programa para ganhar a eleição, colocava o valor em 600 reais", afirmou. 

Fonte: Mauricio Leiro / Matheus Caldas
Mensagens revelam que Hang financiou blogueiro bolsonarista, diz TV
Allan do Santos ao lado de Bolsonaro | Foto: Reprodução / Redes sociais

Documentos obtidos pela CPI da Covid, e divulgados pela TV Globo, na noite desta sexta-feira (24), revelam que o blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, acusado de espalhar fake news, conseguiu financiamento do empresário Luciano Hang graças à ajuda do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).
 

Allan dos Santos, que é dono do canal conservador "Terça Livre", é investigado em dois inquéritos no STF (Supremo Tribunal Federal) por disseminação de fake news e ameaça e incitação ao crime contra autoridades.
 

Em setembro, a ministra Rosa Weber determinou a manutenção da quebra dos sigilos telefônico, telemático, bancário e fiscal do blogueiro. Allan dos Santos é considerado uma espécie de líder informal das redes bolsonaristas, e muito ligado aos filhos do presidente Bolsonaro.
 

Nas mensagens interceptadas pela Polícia Federal, às quais o "Jornal Nacional" teve acesso, Allan dos Santos pede a Eduardo Bolsonaro que o coloque em contato com Hang, considerado um empresários mais ricos do Brasil, dono das Lojas Havan e um dos principais apoiadores de Bolsonaro.
 

Eduardo então envia o número do telefone de Hang, mas questiona: "Quer que eu fale algo a ele para te introduzir?". Allan responde. "É melhor". Horas depois, o filho do presidente envia nova mensagem a Allan dos Santos, já com a resposta de Hang.
 

"Ele disse que você pode entrar em contato com ele. Falei que você é o nosso cara da imprensa para um projeto que desenvolvemos aqui nessa semana de aulas do Olavo", disse Eduardo Bolsonaro, referindo-se a Olavo de Carvalho, professor, astrólogo e guru de Jair Bolsonaro.
 

No dia seguinte, o blogueiro bolsonarista volta a entrar em contato com Eduardo. "Sobre o Hang, quando ele voltar da Europa, falarei com ele". O filho do presidente então responde: "Beleza. Falei no macro com o Hang".
 

Quatro meses depois, Allan dos Santos escreve nova mensagem a Eduardo, desta vez, comemorando o fechamento de patrocínio para o seu programa. "Luciano Hang está dentro. Patrocínio para o programa."
 

A CPI da Covid, no Senado Federal, aponta para a existência de uma verdadeira organização criminosa disseminadora de fake news antes -e durante- a pandemia de covid-19. E que Allan dos Santos seria uma das principais peças.
 

A comissão apurou ainda que políticos, empresários e sites utilizaram a rede conhecida como "gabinete do ódio" (responsável por espalhar notícias falsas ou reforçar sua narrativa em redes sociais).
 

"É a existência de uma verdadeira organização criminosa de fake news, que teve papel determinante no agravamento da pandemia. Veja: essa organização criminosa começa a se articular e a se constituir a partir de 2019 e, na pandemia, para reforçar o discurso negacionista do presidente da República e de seu governo", disse o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), em entrevista ao "Jornal Nacional".
 

A CPI aprovou nesta quinta-feira 924), o requerimento de convocação de Luciano Hang para depor perante ao colegiado na próxima semana. A comissão quer saber, dentre outras coisas, sobre o seu elo com o gabinete do ódio. Em resposta nas redes sociais, Hang disse que "será um prazer depor" aos senadores.
 

"Não faço parte de gabinete nenhum. A imprensa deveria ser baseada na verdade dos fatos e não em narrativas. Se a CPI tem posse de algum documento que diz que ajudei ou financiei direcionamento de mensagens falsas, o documento é falso. Não pode existir prova de algo que nunca fiz. Dizer que patrocinei veículos de internet que disseminaram desinformação, é uma mentira. Quem está divulgando esses absurdos terá que provar. O que não conseguirão, pois nunca financiei ou fiz parte de qualquer tipo de grupo com essa finalidade", disse.

Fonte: Folhapress
Sistema de secagem de cacau criado na UESC tem patente reconhecida pelo INPI
Foto: Arquivo pessoal - Jorge Henrique Sales

Após um trabalho de pesquisa que durou cerca de dez anos, um sistema desenvolvido na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus, que usa o calor do sol para secar amêndoas de cacau, obteve a patente concedida pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). Com a promessa de reduzir custos na secagem da matéria-prima do chocolate, quando comparado ao método tradicional, o equipamento leva menos da metade do tempo para chegar ao resultado final. 

 

O inventor do Sistema Vertical de Secagem Solar é o professor doutor em Física Jorge Henrique Sales. Ele explica que o método tradicional das barcaças, espaços a céu aberto, onde as amêndoas são deixadas para secar ao sol e, eventualmente são reviradas para garantir um bom resultado, traz pontos negativos como a contaminação do insumo, já que o revolvimento do material é feito manualmente, além do contato com poeiras, penugens e fezes de pássaros.

 

Foto: Divulgação / Dr. Jorge Henrique Sales, inventor do sistema 

 

Já o secador patenteado é um sistema fechado, o que reduz estes riscos, como explica o inventor. “É um secador vertical, como se fosse uma geladeira com bandejas. As amêndoas ficam nestas bandejas perfuradas. O sol transfere energia para dentro desse secador que cria uma corrente de convecção. Ao passar pelas bandejas o calor abraça as amêndoas provocando uma secagem que, se no método tradicional leva em média sete dias, neste secador, dura uma média de 3 dias”, explicou, salientando que o sistema não requer energia elétrica, já que é aquecido pelo calor do próprio ambiente. 

 

Na parte de cima do equipamento há um exaustor por onde o ar quente passa. "As bandejas onde as amêndoas ficam acomodadas têm pequenos furos. Daí, por meio da convecção, o ar quente, mais 'leve', entra por baixo do equipamento e sai pela parte de cima. Esse calor abraça todas as amêndoas provocando a secagem. Uma das principais observações que fizemos é que no método tradicional a secagem leva cerca de sete dias, já no sistema, a secagem dura em média três dias", disse.  

 

Ainda de acordo com Jorge Henrique, dois secadores equivalem a 4 barcaças. O que possibilita a secagem de 300kg a 400 kg de sementes frescas. 

 

Foto: Arquivo pessoal - Jorge Henrique Sales

 

Ainda de acordo com o inventor, um levantamento feito por ele e por sua equipe em 2019 revelou que o custo para a construção de uma barcaça chegava a cerca de R$ 40 mil. Já para aquisição do secador, os interessados devem desembolsar de R$ 10 mil a R$ 15 mil. "Também desenvolvemos um modelo com sensor, que é capaz de regular a temperatura interna. Em se tratando da secagem do chocolate gourmet, por exemplo, que precisa estar entre 25 e 30 graus, esse é um diferencial para o produto final", disse.

 

O sistema foi desenvolvido com o auxílio do programa de modelagem computacional da UESC, o que, de acordo com o inventor, foi de grande relevância para o projeto. Ele comemorou o reconhecimento do INPI e a conquista da patente. "O objetivo principal é que o produtor carente, que não tem acesso a tantas tecnologias, possa se valer dessa tecnologia mais barata, mais eficiente. É uma grande felicidade ter um trabalho de mais de 10 anos sendo reconhecido a este nível", celebrou.  

Fonte: Bahia Notícias
'VLI causa prejuízo claro à coisa pública', diz a ANTT sobre ferrovia que corta a Bahia
Foto: Divulgação

Um relatório interno sobre a Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), elaborado em novembro do ano passado na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) conclui que a VLI, concessionária desde 1996 da estrada férrea que corta a Bahia e mais cinco estados brasileiros, causa “claro prejuízo à coisa pública” ao investir recursos apenas no um terço de trilhos em que visa lucro, e abandonar o restante. 

 

De acordo com o documento, no ano de 2019, a FCA concentrou 90% da sua operação em apenas 2.341 km dos 7.094 km totais da ferrovia e vem diminuindo a cada ano a quantidade de clientes regulares. Essa ação mostra uma estratégia de maximizar os lucros da concessionária, no que seria uma distorção do conceito de serviço público, segundo o relatório.  Dos produtos transportados no referido ano, 55% são do setor agrícola, 22% da indústria siderúrgica e 17% apenas em minério de ferro. As linhas trafegadas estão nos estados de Goiás, São Paulo e Minas Gerais. Os valores transportados na ferrovia passaram de R$ 19,6 bilhões em 2020. 

 

Os outros 4.753 km que não interessam à VLI estariam com manutenção inadequada ou inexistente, sendo as ações insuficientes para impedir a degradação pelo tempo e tráfego, assim como tendo poucos esforços de preservação do patrimônio público. Esses trechos incluem toda a malha na Bahia, toda a do Rio de Janeiro e alguns trechos em Minas, São Paulo e Goiás. Conforme o relatório, apesar de demonstrar não ter interesse nos trechos, a concessionária também não os devolve à União.  

 

O relatório aponta ainda que a média de acidentes relativos à malha da FCA é superior ao de outras concessões. Também foi constatado, ao longo dos anos, um aumento nas manutenções corretivas em vagões e locomotivas e diminuição das manutenções preventivas, “o que reforça o fato de que a concessionária se concentra em investir recursos apenas onde vislumbra um retorno destes“.

 

Para o presidente da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), Antonio Carlos Tramm, “essa é uma questão importante não apenas para a mineração, mas também para o agronegócio, para a fruticultura e para a indústria química. Precisamos lutar para que a Bahia tenha uma rede ferroviária de verdade, modernizada, eficiente e digna dos enormes avanços econômicos que o estado apresentou nos últimos 20 anos”, diz. 

 

A VLI está buscando a renovação antecipada, por mais 30 anos, da outorga para operação da ferrovia. Foi promovida uma audiência pública sobre o assunto no início de fevereiro pela ANTT. Na ocasião, Tramm já se posicionava de maneira crítica. “A pergunta que precisa ser respondida é: o que a VLI deixou de fazer pelo desenvolvimento da Bahia e o que ela pretende fazer para compensar todos esses anos de inação. No Porto de Aratu, por exemplo, a VLI não só tirou os trilhos como também os dormentes do ramal ferroviário”, disse o presidente da CBPM durante sua fala na audiência.

Fonte: Bahia Notícias
Em tom de campanha, Roma diz que Bolsonaro não pode ficar 'desprovido de palanque' na BA
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

Ex-aliado do presidente nacional do DEM e virtual candidato ao governo da Bahia, ACM Neto, o ministro da Cidadania, João Roma, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não pode ficar “desprovido de palanque” na Bahia. A afirmação foi dada nesta sexta-feira (24), em debate sobre a retomada empresarial promovida pelo site Anota Bahia.

 

A declaração de Roma sugere que ele próprio pode ser o candidato apoiado pelo presidente da República ao governo da Bahia – colocando-se, portanto, como possível rival de Neto, seu ex-padrinho político. 

 

“É natural que, no próximo ano, não só o presidente Bolsonaro possa receber a gratidão daqueles que têm observado a gratidão e a atenção que ele tem com a Bahia, como, naturalmente, não poderá ficar desprovido de um palanque que defenda seus ativos, seu legado e suas ações junto ao estado da Bahia”, disse.

 

Apesar do tom de promoção do “bolsorromismo”, ele não verbalizou que será o candidato, mas afirma que não “vai se furtar de defender a Bahia e seus interesses”. “Tenho tido muito cuidado nesse trato, nesse momento que antecede o período eleitoral”, explica. “A gente não [pode] querer reduzir isso [momento no ministério] exclusivamente para as próximas eleições. As eleições são o momento em que nosso povo legitima o que aspira para o futuro”, acrescenta, enaltecendo o trabalho feito à frente da Cidadania.  

 

Roma não fala abertamente sobre uma possível candidatura ao Palácio de Ondina. No entanto, no último mês, matéria do portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, apontou que ele, em conversas com apoiadores, admitiu o desejo de disputar a vaga. De acordo com outros ministros do governo, Roma contou que, para não "perder a vaga" na Câmara, lançará sua mulher, Roberta Roma, como candidata a deputada federal (leia mais aqui).

 

Em maio, num cenário mensurado pelo Instituto Paraná Pesquisas, em parceria com o Bahia Notícias, identificou que 15,2% dos baianos votaria no ministro caso ele fosse apoiado por Bolsonaro. Ele estaria atrás da dobradinha ACM Neto/Ciro Gomes (38%) e Jaques Wagner/Lula (33,6%) (leia mais aqui). 

Fonte: Mauricio Leiro / Matheus Caldas
Aplicação extra ocorrerá a partir de seis meses da imunização completa

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta sexta-feira (24) a inclusão de profissionais da saúde no grupo de pessoas que receberão uma dose de reforço da vacina contra a covid-19. A nova aplicação deverá ocorrer a partir de seis meses da imunização completa dessas pessoas. 

"Acabamos de aprovar a dose de reforço para profissionais de saúde, preferencialmente com a Pfizer, a partir de seis meses após a imunização completa. Essa já é a maior campanha de vacinação da história do Brasil", postou em suas redes sociais.

A orientação da pasta já valia para idosos acima dos 70 anos e imunossuprimidos (pessoas transplantadas, com câncer e outros tipos de doenças graves). Na dose de reforço, a recomendação é usar a vacina da Pfizer-BioNTech ou, na falta deste, os imunizantes da AstraZeneca e da Janssen.

Fonte: Agência Brasil

A Bahia registou nas últimas 24 horas 596 novos casos de Covid-19 e 497 recuperados. O boletim epidemiológico desta sexta-feira (24) registra ainda 31 óbitos, apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados hoje. 

No boletim desta sexta a Sesab ressaltou que Salvador inseriu um lote adicional de óbitos no Sistema de Informações Sobre Mortalidade.

Segundo a pasta, dos 1.231.408 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.201.807 já são considerados recuperados, 2.772 encontram-se ativos e 26.829 tiveram óbito confirmado. 

Fonte: BNEWS
Júlio César de Queiroz Teixeira, 44 anos, foi morto dentro de uma clínica particular, onde trabalhava, na cidade de Barra, no oeste do estado. Suspeito fugiu com comparsa em uma motocicleta.



O cirurgião-dentista Lula Teixeira, de 48 anos, que é irmão do pediatra Júlio César de Queiroz Teixeira, de 44 anos, morto dentro da clínica particular onde trabalhava, no oeste da Bahia, contou ao g1 que existe a suspeita de que o crime teria sido cometido após um alerta que o pediatra deu para uma família sobre uma criança atendida por ele, e mostrou alguns sinais de abuso sexual.

"Apareceram muitas conversas aqui que estão investigando para realmente saber o que aconteceu. Teve essa conversa de que a criança chegou molestada e ele falou que tinha que ir para Irecê [cidade no centro-norte da Bahia], que Irecê que tinha o departamento para investigar, ver direito, né? Mas isso tem um tempo, porque ele como médico tem por obrigação ver uma questão dessa e alertar a mãe e o pessoal para procurar a polícia", disse Lula Teixeira.

Fonte: G1.com

O Tribunal do Júri condenou na última quarta-feira (22) o réu Rafael Silva dos Santos a 21 anos de reclusão em regime fechado pelo feminicídio da sua companheira em novembro de 2018, no Município de Barreiras.

O feminicídio foi cometido com o uso de uma faca na residência do casal e na frente dos dois filhos menores, movido por sentimento egoístico e de posse. O réu foi condenado pelo crime de homicídio qualificado pelo feminicídio e meio que dificultou a defesa da vítima.

A acusação foi sustentada pelo promotor de Justiça Luiz Eduardo Souza e Silva durante a primeira sessão periódica em 2021 do Tribunal do Júri, após a suspensão das sessões do júri em razão da pandemia do coronavírus. A sessão foi presidida pelo juiz Joel Firmino do Nascimento Júnior. 

Fonte: CECOM/MP

1279

Nesta sexta-feira, 24, por volta das 8h, realizou-se mais uma Parada Geral com todo o efetivo da 85ª CIPM em LEM.

Na ocasião, foi ministrada uma palestra sobre equilíbrio emocional pela Ten Cel QOS Rita da Polícia Militar do Tocantins, que possui um currículo vasto e atualmente trabalha com o cuidado de agentes da segurança pública naquele estado. Foi ministrado sobre temas atinentes à qualidade de vida dos policiais militares, ressaltando a necessidade de autoconhecimento, autocuidado entre outros. 

Em seguida, o Major Beck, Chefe do CPODE do Comando de Policiamento da Região Oeste apresentou aos presentes o Sigespol( Sistema de Gestão Policial) que irá contribuir para a integração de ferramentas do serviço operacional policial militar, além de proporcionar desburocratização de processos, tornando o serviço cada vez mais eficiente.

Fonte: 85ª CIPM ATENTA E VIGIILANTE

Fonte: Grupo Santo Antonio

Fonte: Grupo Santo Antonio

Na noite de ontem, quarta-feira,23, por volta das 20h50, uma guarnição da 85 CIPM realizava rondas pelas ruas do distrito de Roda Velha, no município de São Desidério, quando nas proximidades da Rua Tancredo Neves com a Rua Belém, avistou um homem de 29 anos, sentado, e que  durante abordagem o mesmo a todo momento tentava se justificar de algo.

Diante de tal atitude, os policiais procederam com uma busca mais minuciosa, sendo encontrado com o infrator uma pequena barra de maconha.

Diante dos fatos, foi dado voz de prisão ao indivíduo, sendo conduzido e apresentado a DP de Luis Eduardo Magalhães - BA, para serem adotadas as medidas cabíveis.

Fonte: 85ª CIPM ATENTA E VIGIILANTE

No início da tarde de ontem, 22, a central comunicou uma guarnição da ROMU (Ronda Ostensiva Municipal), que um homem estaria tentando extorquir uma senhora no valor de R$ 500,00, para devolver seus pertences (um celular e dois cartões de crédito).

O indivíduo ainda ameaçava para que a mesma não informasse o caso a polícia, momentos que uma guarnição se deslocou até o local aonde a senhora se encontrava e constatou a veracidade das informações.

A senhora conversava com o autor pelo telefone de sua sobrinha, marcando o ponto de entrega, momentos que o autor foi preso e apresentado no DISEP da cidade de Luís Eduardo Magalhães.

Fonte: GCM LEM
Se tivessem seguido o cronograma de imunização do estado de Santa Catarina, os três estariam completamente imunizados no momento que contraíram a doença


Irmãos Valdir, Deneci e Denilde Carboni Pedro. de 48, 51 e 53 anos. Os três se recusaram a tomar vacina contra Covid-19 e morreram pela doença

Os irmãos Valdir, Deneci e Denilde morreram em decorrência da Covid-19 em um intervalo de oito dias. Agricultores, eles moravam em São João do Sul, no Sul catarinense e não haviam se vacinado contra a Covid-19 por escolhas próprias, segundo a prefeitura da cidade.

Uma das irmãs, Denilde, de 53 anos, a mais velha, e Valdir, de 48, o mais novo do trio, morreram no dia 13 de setembro. Nesta terça-feira (21), a outra irmã, Deneci, de 51 anos faleceu. Os três foram sepultados no cemitério do município. 

Segundo informações do G1 , a última das vítimas ficou três semanas internada. Ela teve problemas renais e foi submetida a uma traqueostomia.

Caso os irmãos tivessem seguido o cronograma estadual de vacinação, estariam completamente imunizados no momento que contraíram o novo coronavírus.

Segundo a prefeitura, familiares das vítimas que também tinham negado a imunização, procuraram o posto de saúde após as mortes. A Secretária de saúde disse que o caso é atípico.

Fonte: TERRA


Detran em Salvador na Bahia corrupção esquema

Um esquema de corrupção no Detran-BA investigado pelo Gaeco apontou que algumas pessoas fizeram a lavagem de dinheiro com criptomoedas.

De fato, essa é a terceira denúncia feita pelo Gaeco na Operação Cartel Forte, que investiga o esquema de corrupção há alguns meses no estado. Em abril, por exemplo, cinco pessoas já haviam sido denunciadas pela cobrança de propina.

A primeira fase da Operação Cartel Forte ocorreu em fevereiro de 2021, quando a Polícia Civil e Ministério Público da Bahia, em ação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal, deflagraram ã investigação da corrupção no Detran do estado.

Na ocasião, segundo a PRF, foram investigadas cinco empresas e sete pessoas, apontadas como autoras de um esquema de corrupção de 30 anos em Salvador.

Nova acusação do Gaeco sobre esquema no Detran-BA aponta lavagem de dinheiro com criptomoedas. Essa é a terceira denúncia feita pelo Gaeco contra pessoas envolvidas com um grande esquema de corrupção no Detran da Bahia. Quatro pessoas foram alvos agora, sendo duas delas já denunciadas na primeira e segunda fase da Operação Cartel Forte.

Para lavar o dinheiro, a organização criminosa tinha até um ponto de venda de eletrônicos na 25 de março, famosa rua de São Paulo considerada o maior centro comercial da América Latina.

Fonte: YAHOO

SECOM/BA

Um fato lamentável ocorreu no município de Barra do Rio Grande. O médico Júlio César de Queiroz Teixeira, de  44 anos foi morto a tiros durante atendimento em seu consultório na Clínica Mãe, localizada na Rua Cardeal da Silva, no Bairro do Rosário, na cidade da Barra.

Dr. Júlio foi atingido por quatro disparos que atingiram sua cabeça, braço e tórax. Imagens do circuito interno de segurança mostram o desespero de pacientes e a fuga do assassino.

As polícias estão nas ruas a procura do assassino e de seu comparsa que ficou do lado de fora da clínica dando apoio ao crime.

A polícia civil já investiga a autoria e a motivação do crime. A clínica onde o médico foi morto emitiu uma nota à imprensa.

NOTA - Infelizmente hoje pela manhã fomos surpreendidos por um grave incidente, infelizmente o Dr. Júlio César, veio a falecer. Não houve mais feridos incluindo pacientes e demais funcionários da clínica mãe de Barra do Rio Grande. No momento Estamos em luto. Agradecemos a compreensão.


As 8h28 o assassino entra no consultório do médico e comete o crime

Fonte: Médico pediatra é morto durante atendimento em consultório na Barra do Rio Grande

📍Luís Eduardo Magalhães - Os bombeiros continuam combatendo por terra na comunidade de Sangueiro, enquanto as aeronaves realizam o combate e o monitoramento aéreo. Os militares realizam aceiros para evitar que o incêndio se alastre. Os militares percorreram cerca de 7km na tentativa de se aproximar ainda mais do foco.

📍Barreiras - Os bombeiros continuam combatendo no povoado da Nanica com a realização de aceiros, combate direto e o apoio das duas aeronaves, bem como o monitoramento de outras regiões próximas. Paralelo a isso, realizou-se uma análise do cenário e percebeu-se alguns pontos de possível reignição, os quais foram mitigados pela guarnição.

📍Morpará - Os bombeiros foram divididos em dois grupos de trabalho. E continuaram o que já estava sendo realizado anteriormente com resfriamento dos pontos quentes, passíveis de se tornarem um novo foco. Duas aeronaves permanecem dando apoio.

📍Angical - Foi iniciado o combate no povoado Eixão de Missão, local de maior incidência dos focos de incêndio. A região é de Caatinga e o combate contou com ajuda de populares.

📍Buritirama - No povoado de Clemente de Baixo o combate continua com o trabalho no perímetro do foco da localidade de tanque novo, com a realização de aceiros e o resfriamento de pontos quentes, bem como com o corte de galhos em brasa.

📍Riachão das Neves - Bombeiros estão no povoado Castelo Rio Branco

📍Barra - O combate acontece na comunidade do Igaritê.

📍Ibotirama - Os bombeiros estão combatendo na região da BR 242

📍Formosa do Rio Preto - O combate continua na Região do Ouro.

📍Mulungu do Morro - A equipe foi informada de uma possível reignição e já esta avaliando a área.

📍Macaúbas - A localidade de Cantinho, onde acontece o combate, é de difícil acesso com uma caminhada íngreme de cerca de 2 horas até que os bombeiros tenham acesso a linha de fogo.

📍Lençóis - O combate continua em Tanquinho e os bombeiros iniciaram o monitoramento em algumas áreas. Dois aviões também realizam o combate e monitoramento aéreos.

📍Uibaí - O combate continua na localidade Eólica de Uibaí  e os bombeiros estão conseguindo minimizar os danos.

📍Pilão Arcado - Uma equipe está realizando o combate na localidade de Lago grande, numa área de difícil acesso. Estão realizando aceiros para evitar que o incêndio se alastre.

📍Iraquara - Após avaliação no Quilombo Riacho do Mel foi verificada a inexistência de focos de incêndio.

📍Campo Alegre de Lourdes - Na localidade Aroeiras, uma equipe foi deslocada para avaliar possível foco de incêndio da região.

Fonte: SECOM/BA

Fonte: Grupo Santo Antonio
  Curta nossa página
  PUBLICIDADE

| Todos os Direitos Reservados |