Blog Santo Antônio
Ver todos
  Vídeos
Notícias

Fazendeiro e Empresário sensibilizados com o belo trabalho o qual os Membros da Igreja Santo Antonio da Comunidade Bom Jesus da Mata da Cachoeira estão realizando na operação "Tapa Buracos" da BA-459, Anel da Soja, doam cestas básicas e quantia em dinheiro.

Francisco Klein, proprietário da Fazenda São Roque doou cestas básicas e uma quantia em dinheiro para os colaboradores que estão trabalhando na recuperação da BA-459.

O empresário Osvaldo Erlei Borges, mais conhecido como Mineiro, proprietário da Mineiro Transportes, também colaborou com a doação de cestas básicas para os moradores da comunidade.

Quem desejar colaborar doando cestas básicas, pode entregar para Lázaro, gerente do Hiper Santo Antonio.

Fonte: TV Santo Antonio

O presidente Jair Bolsonaro fez hoje (22) o discurso de abertura da 75ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU). Por causa da pandemia do novo coronavírus, a edição deste ano é virtual.

Um dos principais temas do discurso do presidente brasileiro foi o meio ambiente. Bolsonaro disse que há interesses comerciais por trás das notícias sobre queimadas e desmatamentos no Brasil e destacou o rigor da legislação ambiental brasileira.

No discurso, o presidente também falou sobre as ações de combate à covid-19 e enumerou as medidas econômicas adotadas pelo governo pela enfrentar os efeitos da pandemia. Entre as ações, citou o pagamento do auxílio emergencial.

"[O governo] concedeu auxílio emergencial em parcelas que somam aproximadamente US$ 1 mil para 65 milhões de pessoas, o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo", disse.

Fonte: Agência Brasil

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, por meio da Secretaria de Saúde, vem a público informar mais 38 (TRINTA E OITO) NOVOS CASOS POSITIVOS PARA O CORONAVÍRUS no município.

Os casos se referem: dezoito pacientes do gênero masculino, entre 23 e 60 anos; vinte pacientes do gênero feminino, entre 19 e 55 anos. Nenhum dos pacientes refere história de viagem ou contato com caso positivo.

Todos os contatos intradomiciliares permanecem em isolamento domiciliar, monitorados e investigados pelo serviço de Telemedicina e pela Vigilância Epidemiológica.

Ressaltamos que todos os procedimentos tem sido deliberados em consonância com as determinações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde.

Até o momento, Luís Eduardo Magalhães tem 2.787 (dois mil, setecentos e oitenta e sete) casos confirmados da Covid-19 e 29 (vinte e nove) óbitos.

Lembramos que a melhor maneira de proteção contra o coronavírus continua sendo o distanciamento social, para que mantenhamos o controle em Luís Eduardo Magalhães, preservando a saúde e a vida dos luiseduardenses.

O vírus está entre nós e não temos como saber quem pode ser portador. Se você puder, fique em casa. Se precisar sair, use máscara.

Felipe Melhem
Secretário Municipal de Saúde.

Fonte: Assessoria de Comunicação (ASCOM) Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães/BA

Fonte: Grupo Santo Antonio

Fonte: Grupo Santo Antonio
Combate impediu que chamas atingissem fios elétricos

Bombeiros militares do 17º Grupamento controlaram um incêndio que atingiu uma área de vegetação às margens da BR-242, neste domingo (20), em Barreiras.



O combate durou cerca de uma hora e meia e impediu que o fogo alcançasse as fiações de uma subestação de energia.



Por conta da proximidade com a rodovia, os bombeiros sinalizaram a área e monitoraram o local para evitar incidentes. As causas do incêndio, até então, são desconhecidas.

Fonte: 17º GBM

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, por meio da Secretaria de Saúde, vem a público confirmar a VIGÉSIMA NONA MORTE pelo novo coronavírus no município.

A paciente do gênero feminino, 76 anos, portadora de comorbidades, foi internada na Unidade de Controle do Coronavírus - UCC, de Luís Eduardo Magalhães em 18/09/20. Apesar de todos os esforços das equipes médicas que a assistiram, a paciente não resistiu à gravidade do quadro, evoluindo à óbito às 16h43min do dia 20/09/2020.

Solidarizamo-nos com os familiares e amigos da paciente neste momento, ao tempo em que reiteramos que todas as medidas de assistência tem sido tomadas na intenção de minimizar dentro do possível, a dor de sua perda.

Até o momento, Luís Eduardo Magalhães tem 2.717 (dois mil, setecentos e dezessete) casos confirmados da doença, destes, 2.569 (dois mil, quinhentos e sessenta e nove) recuperados.

Lembramos que a melhor maneira de proteção contra o coronavírus continua sendo o distanciamento social, para que mantenhamos o controle da Covid-19 em Luís Eduardo Magalhães, preservando a saúde e a vida dos luiseduardenses.

Ressaltamos que todos os procedimentos de prevenção e cuidados tem sido deliberados em consonância com as determinações da SESAB, da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde.

Cuide de sua alimentação e mantenha seu sistema imunológico fortalecido, evitando assim que outras doenças o(a) levem ao ambiente hospitalar. Se você puder, fique em casa. Se precisar sair, use máscara.

Felipe Melhem
Secretário Municipal de Saúde

Fonte: Assessoria de Comunicação (ASCOM) Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães/BA

A Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria de Saúde, informa a situação epidemiológica do município. Hoje foram identificados 112 (cento e doze) novos casos com características que indicam suspeição de Coronavírus (COVID-19), preenchendo os critérios indicativos para coleta. Trata-se de 57 (cinquenta e sete) pessoas do sexo feminino com idades entre 07 e 59 anos, e 55 (cinquenta e cinco) pessoas do sexo masculino com idades entre 01 e 85 anos.

Informa ainda, que no dia de hoje foram concluídos 89 (oitenta e nove) resultados, sendo que 48 (quarenta e oito) testaram negativo e 41 (quarenta e um) testaram positivo. Os 48 (quarenta e oito) casos que testaram negativo, trata-se de 28 (vinte e oito) pessoas do sexo feminino com idades entre 10 meses e 79 anos, e 20 (vinte) pessoas do sexo masculino com idades entre 11 e 65 anos.

Já os 41 (quarenta e um) casos que testaram positivo, trata-se de 25 (vinte e cinco) pessoas do sexo feminino, com idades entre 06 e 68 anos. Destas, 14 (quatorze) são sintomáticas, sendo 01 (uma) profissional de saúde, 06 (seis) tiveram contato com caso confirmado, sendo 01 (uma) profissional de saúde e 05 (cinco) preencheram requisitos para coleta. E 16 (dezesseis) pessoas do sexo masculino, com idades entre 11 e 85 anos. Destes, 09 (nove) são sintomáticos, sendo que 02 (dois) tiveram contato com caso confirmado e 05 (cinco) preencheram requisitos para coleta. Dos 41 (quarenta e um) casos positivos, 31 (trinta e um) foram confirmados mediante Teste Rápido, assim como os 48 (quarenta e oito) que testaram negativo, totalizando 79 (setenta e nove) que não foram diminuídos dos 20 (vinte) que aguardavam resultado.

A Secretaria de Saúde registra atualmente 4.418 (quatro mil quatrocentos e dezoito) casos confirmados por Teste Rápido e RT-PCR. Destes, 4.009 (quatro mil e nove) estão recuperados, 319 (trezentos e dezenove) estão em isolamento domiciliar, 16 (dezesseis) estão internados, e o município registra 74 (setenta e quatro) óbitos. Já os casos que aguardam resultado somam 122 (cento e vinte e dois).

Barreiras contabiliza hoje 11.449 (onze mil quatrocentos e quarenta e nove) casos notificados, sendo que o primeiro caso notificado no Sistema e-SUS VE foi em 26 de março de 2020. E 5.938 (cinco mil novecentos e trinta e oito) casos descartados, cujos resultados foram negativos. De acordo com orientações recentes do Sistema e-SUS VE, o número total de notificados poderá sofrer variações em função dos descartes de casos com sintomas gripais.

Tão logo os demais resultados dos exames dos casos suspeitos sejam concluídos serão divulgados. A Secretaria de Saúde manterá a publicação de um boletim diário para que a população fique devidamente informada sobre o assunto.

Fonte: DIRCOM

 Tribunal Superior do Trabalho (TST) aprovou nesta segunda-feira (21) um reajuste de 2,6% para os funcionários dos Correios. Os trabalhadores devem retomar as atividades a partir desta terça-feira (22).

 

A maioria do tribunal decidiu que a greve, iniciada no dia 17 de agosto, não foi abusiva. Com isso, metade dos dias de greve será descontada do salário dos empregados. A outra metade deverá ser compensada, segundo o G1.

 

Se os funcionários não retornarem aos postos de trabalho, a categoria fica sujeita a multa diária de R$ 100 mil. O secretário-geral da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresa dos Correios e Similares, José Rivaldo, afirma que para a entidade a greve continua. O resultado do julgamento será discutido nesta terça em assembleia com os trabalhadores.

 

Rivaldo afirmou que a exclusão das cláusulas do acordo coletivo (leia abaixo) vai reduzir a remuneração dos empregados dos Correios em 40%. “O que fizeram com a gente foi uma maldade muito grande”, disse.

 

Relatora do processo no TST, a ministra Kátia Arruda votou contra a declaração da greve como abusiva – o que levaria ao desconto integral das horas não trabalhadas.

 

A magistrada disse que a paralisação foi a única solução encontrada pelos trabalhadores, diante do fato de que a empresa tinha retirado praticamente todos os direitos adquiridos da categoria.

 

“É a primeira vez que julgamos uma matéria em que uma empresa retira praticamente todos os direitos dos empregados”, afirmou.

Fonte: Bahia Noticias

Um estudo conduzido por um grupo de 17 cientistas indica que o novo coronavírus Sars-Cov-2, responsável pela pandemia de covid-19, é capaz de infectar células neurais. Os pesquisadores alertam para o risco de danos no sistema nervoso central de infectados. O trabalho foi conduzido através de uma parceria entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino.

 

Os resultados do estudo estão disponíveis no portal bioRxiv, que se dedica à publicação de artigos em modalidade preprint. São trabalhos que ainda não foram revisados por outros cientistas. Assim, o estudo ainda deverá ser submetido a uma avaliação externa, de acordo com a Agência Brasil. 

 

Os pesquisadores analisaram o tecido neural de uma criança que morreu em decorrência da covid-19. Como em outras pesquisas, não se detectou a presença do novo coronavírus na massa encefálica. No entanto, o Sars-Cov-2 foi encontrado no revestimento de células neurais que estão na caixa craniana.

 

"Partículas virais foram detectadas principalmente no plexo coróide (ChP) e ventrículo lateral (LV), em menor grau no córtex do cérebro humano, mas não no resto do parênquima cerebral", registra o estudo.

 

De acordo com o trabalho, o novo coronavírus tem capacidade de infectar células neurais, embora não consiga se replicar no sistema nervoso central. No entanto, ao infectar o plexo coróide, há uma reação do sistema imunológico do organismo humano. No caso analisado, os pesquisadores acreditam que essa reação pode ter permitido que o novo coronavírus, células imunes e citocinas acessassem o sistema nervoso central e causassem danos no cérebro da criança.

 

No início da pandemia, a covid-19 chegou a ser descrita como uma infecção no sistema respiratório. O avanço dos estudos, porém, mostrou que a doença poderia afetar também outros órgãos, como rins e coração. A preocupação com o sistema nervoso, por sua vez, decorre de manifestações neurológicas observadas em alguns casos. Ocorrências de acidente vascular cerebral e encefalite, por exemplo, foram relatadas em pacientes com covid-19. "Manifestações neurológicas descritas são provavelmente devido a efeitos colaterais de uma resposta imunológica sistêmica ao vírus", sugere o estudo.

Fonte: Bahia Noticias

A defesa do promotor de Justiça Almiro Sena quer a suspensão do processo de perda de cargo público do Ministério Público da Bahia (MP-BA) por não ter transitado em julgado a sentença condenatória por assédio sexual. Almiro Sena foi condenado a 4 anos e cinco meses de prisão pelo Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia, por ter assediado sexualmente servidoras da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos enquanto era secretário de Estado . A suspensão do processo, de acordo com a defesa, deve perdurar até a declaração do trânsito em julgado da ação penal.  

 

O processo de perda de cargo público do promotor tramita na 4ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, e foi movido pelo MP-BA por determinação do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). O processo administrativo disciplinar contra Almiro foi julgado pelo CNMP, após ser avocado pelo colegiado por não ter tido condições de tramitar perante o MP-BA. A ação só voltou a tramitar após uma matéria do Bahia Notícias denunciando a morosidade do processo de demissão. 

 

A defesa ainda alegou que pode “empregar todos os meios legais” e “moralmente legítimos” para defender o promotor. Dentre as provas a serem produzidas, a defesa quer depoimento das supostas vítimas de Almiro Sena para esclarecer “as inúmeras contradições em seus depoimentos”, oitiva de testemunhas do réu enquanto promotor de Justiça e secretário de Estado, e obtenção de documentos produzidos na ação penal. 

 

Recentemente, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou um pedido de habeas corpus de Almiro Sena para trancar a ação penal por assédio sexual.  

Fonte: Bahia Noticias

Paralela à crise sanitária do novo coronavírus, a Bahia vive uma epidemia de Zika e Chikungunya que tem afetado pacientes de forma um pouco mais silenciosa. O estado concentra 49,6% dos casos prováveis notificados ao Ministério da Saúde até o mês de agosto de cada uma das duas doenças. 

 

Até o fim de maio as ocorrências de chikungunya no estado representavam 39,1% dos registrados em todo o país. O boletim mais recente do Ministério mostra crescimento nos registros, e que agora a Bahia tem metade dos casos prováveis nesse ano. 

 

Tanto chikungunya quanto zika são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Os sintomas são parecidos e incluem febre, dores intensas nas articulações, pele e olhos avermelhados, dores pelo corpo, dor de cabeça, náuseas e vômitos, coceira pelo corpo e até conjuntivite sem secreção.

 

Sobre a chikungunya, o Ministério da Saúde informa que até a terceira semana de agosto foram notificados 66.788 casos prováveis (taxa de incidência de 31,8 casos por 100 mil habitantes) no país. As regiões Nordeste e Sudeste apresentam as maiores taxas de incidência. Além da Bahia, chama a atenção o Espírito Santo, que concentra 19,8% do total.

 

Em comparação com o ano passado, a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) identificou crescimento de 318,7% nos casos prováveis de chikungunya. No total, 296 municípios realizaram notificação para a doença, e pelo menos 110 apresentaram incidência maior que 100 casos/100 mil habitantes.

 

A zika teve um número menor de notificações. O Ministério da Saúde informa que foram 5.959 até o início de agosto, e metade aconteceu na Bahia. 

 

De acordo com a Sesab, até 15 de setembro foram notificados 4.006 casos prováveis de Zika no estado. No mesmo período de 2019, foram 2.762, o que representa um aumento de 45%. 

 

Os casos de zika estão espalhados por 168 cidades baianas. Pedrão, no centro-norte baiano, tem a maior incidência: 612,5 casos para cada 100 mil habitantes. 

Fonte: Bahia Noticias

A ministra Damares cumpriu o que prometeu e tomou medidas contra o filme "Cuties" ("Lindinhas" em português), acusado por setores mais conservadores apoiadores do governo Jair Bolsonaro de sexualizar crianças . Isso porque o Ministério das Mulheres, da Família e dos Direitos Humanos, comandado pela pastora, por meio da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, pediu à Comissão Permanente da Infância e Juventude que entrasse com medidas judiciais para suspender a obra da Netflix no Brasil.

Além disso, conforme publicou o portal Metrópoles, o ministério quer apuração pela “oferta e distribuição de conteúdo pornográfico envolvendo crianças”. A solicitação foi feita através de um ofício enviado na última quinta-feira (17).

O ministério sustenta que a obra tem cenas de pornogradia infantil, entendida como: “qualquer situação que envolva criança ou adolescente em atividades sexuais implícitas ou explícitas, reais ou simuladas, ou exibição de órgãos genitais de uma criança ou adolescente para fins primordialmente sexuais”, diz o ofício, citando o artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

“São múltiplas as cenas com close-ups das partes íntimas das meninas, enquanto estas reproduzem movimentos eróticos durante a dança, se contorcem e simulam prácas sexuais; tudo levando à normalização da hipersexualidade das crianças”, diz o texto. 

Ainda segundo a pasta, “há uma cena, aos 68 minutos de filme, que sugestiona, inclusive, a ‘oferta de sexo pela menina’ a um homem adulto, em troca de um aparelho celular, fato que, obviamente, excede o limite da liberdade de expressão para incitar a pedofilia e a exploração sexual de crianças”.

Fonte: Brasil

Vacina está na fase 3 de testes, a última necessária antes de sua aprovação, mas governo de SP já garantiu a importação de 46 milhões de doses até dezembro

O Instituto Butantan vai receber as primeiras 5 milhões de doses da vacina Coronavac contra a covid-19, da chinesa Sinovac, nos próximos dias. A vacina está na fase 3 de testes, a última necessária antes de sua aprovação, mas o governo de São Paulo já garantiu a importação de 46 milhões de doses até dezembro, na expectativa de que a vacina funcione.

Cerca de 9 mil pessoas foram voluntárias na fase 3 de testes no Brasil. Os resultados devem ser conhecidos em outubro.

Se forem positivos, o governo de São Paulo espera começar uma vacinação em massa ainda em 2020. No momento, nenhuma vacina teve resultados conclusivos, e nenhum medicamento teve eficácia comprovada contra a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Em uma publicação na página no Facebook, o governador João Doria ressaltou que depois da transferência das vacinas, o Instituto vai produzir no país as próprias vacinas, devido a um acordo que inclui transferência de tecnologia.

 

“Ainda no mês de outubro receberemos as primeiras 5 milhões de doses da Coronavac. Até dezembro, já teremos 46 milhões de doses da vacina em SP. Importante ressaltar que o acordo com a Sinovac inclui a transferência de tecnologia para São Paulo, sendo assim, também produziremos a vacina no Instituto Butantan. Uma grande conquista para o Brasil. Os testes continuam com os médicos e enfermeiros voluntários em seis estados e, em breve, se tudo correr como planejado, poderemos imunizar milhões de brasileiros. Vacina simboliza a esperança, a certeza de que tudo isso vai passar.”

 

Além da importação, o Instituto Butatan vai construir uma fábrica para produzir a vacina chinesa em 2021. As obras devem começar ainda em 2020 e levar um ano para terminarem.

De acordo com o presidente do Butantan, Dimas Covas, a capacidade de produção da fábrica será de 100 milhões anuais e vai servir a todo o Sistema Único de Saúde (SUS). A previsão é de que ela atinja a capacidade máxima no início de 2022.

 
 

A corrida pela cura

Nunca antes foi feito um esforço tão grande para a produção de uma vacina em um prazo tão curto — algumas empresas prometem que até o final do ano ou no máximo no início de 2021 já serão capazes de entregá-la para os países. A vacina do Ebola, considerada uma das mais rápidas em termos de produção, demorou cinco anos para ficar pronta e foi aprovada para uso nos Estados Unidos, por exemplo, somente no ano passado.

Uma pesquisa aponta que as chances de prováveis candidatas para uma vacina dar certo é de 6 a cada 100 e a produção pode levar até 10,7 anos. Para a covid-19, as farmacêuticas e companhias em geral estão literalmente correndo atrás de uma solução rápida.

Fonte: Brasil

Fonte: Grupo Santo Antonio

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, por meio da Secretaria de Saúde, vem a público informar mais 10 (DEZ) NOVOS CASOS POSITIVOS PARA O CORONAVÍRUS no município.

Os casos se referem: três pacientes do gênero masculino, entre 20 e 42 anos; sete pacientes do gênero feminino, entre 23 e 55 anos. Nenhum dos pacientes refere história de viagem ou contato com caso positivo.

Todos os contatos intradomiciliares permanecem em isolamento domiciliar, monitorados e investigados pelo serviço de Telemedicina e pela Vigilância Epidemiológica.

Ressaltamos que todos os procedimentos tem sido deliberados em consonância com as determinações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde.

Até o momento, Luís Eduardo Magalhães tem 2.717 (dois mil, setecentos e dezessete) casos confirmados da Covid-19 e 28 (vinte e oito) óbitos.

Lembramos que a melhor maneira de proteção contra o coronavírus continua sendo o distanciamento social, para que mantenhamos o controle em Luís Eduardo Magalhães, preservando a saúde e a vida dos luiseduardenses.

O vírus está entre nós e não temos como saber quem pode ser portador. Se você puder, fique em casa. Se precisar sair, use máscara.

Felipe Melhem
Secretário Municipal de Saúde.

Fonte: Assessoria de Comunicação (ASCOM) Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães/BA

 

 

A reabertura das praias na capital baiana, marcada para esta segunda-feira (21), contará com ume esquema especial de fiscalização realizada pela Guarda Civil Municipal (GCM). De acordo com a prefeitura,  o operação se estenderá por 50km de orla e envolverá 60 agentes, 12 viaturas e 6 motos. O acesso às praias foi proibido desde março como medida contra a proliferação da Covid-19. 


Com exceção das praias de São Tomé de Paripe, Tubarão, Ribeira, Itapuã e Amaralina, que reabrem para o público de terça a sexta, e as do Porto da Barra, Buracão e Paciência (as duas últimas no Rio Vermelho), que ainda permanecem fechadas, as demais podem receber normalmente os banhistas sempre de segunda a sexta. Não há restrição de horário, e o uso nos finais de semana e feriados está proibido. Essa estratégia de liberar algumas praias em determinados dias e manter outras fechadas visa impedir aglomerações, de acordo com a gestão municipal.


O protocolo setorial de retomada prevê o uso obrigatório de máscara, que só pode tirar no momento do banho,  e a proibição da utilização de cadeiras, sombreiros, caixas térmicas, instrumentos musicais e equipamentos sonoros, bem como a comercialização de produtos. Os comerciantes informais e barraqueiros que costumam trabalhar na faixa de areia continuam isentos de taxas municipais e recebendo o auxílio de R$270 prorrogado até dezembro pela prefeitura de Salvador. O distanciamento social entre os frequentadores deve ser 1,5m. Já no momento do banho, a distância deve ser de 2m. 


A prática de atividades esportivas está liberada de forma individual ou em dupla - as que envolvam mais pessoas e/ou provoquem contato físico, a exemplo do tradicional "baba", estão proibidas. Não será permitida nenhum tipo de atividade que gere aglomeração, a exemplo de piqueniques, luaus e eventos. 

Fonte: Bahia Notícias

O ator Bruno Gagliasso, 38, fez um desabafo, neste sábado (19), em suas redes sociais, falando sobre racismo, após internautas criticarem uma rede de lojas por fazer um processo de trainee apenas para negros. Nele, o artista afirma que racismo reverso é lenda urbana, mas racismo estrutura é real.

No post, Gagliasso inicia a conversa chamando seus "irmãos brancos" e afirma que o racismo estrutural é "um monstro que a sociedade inventou lá atrás e até hoje deixa correr solto por aí". "É triste, mas nossa sociedade é feita todinha em cima disso (...) Nós, os brancos de hoje, ainda nos beneficiamos desse método".

"Até o início do século passado, essas pessoas eram proibidas de ter educação, possuir coisas, ter suas culturas respeitadas... E a gente aqui em 2020 precisa olhar pra isso com autocrítica e, principalmente, ação (...) Eu sei que todo mundo passa por dificuldades, mas, muitas vezes, essa dificuldade é maior por conta da cor de pele."

O desabado do ator acontece após o anúncio da rede de lojas Magazine Luiza de que aceitará apenas candidatos negros e seu programa de trainee 2021. Apesar de ela afirma que "o objetivo é trazer mais diversidade racial para os cargos de liderança da companhia", muitos internautas criticaram.

Gagliasso foi elogiado por seu posicionamento no Instagram: "Que bom ler algo em que eu realmente acredito de alguém como você", afirmou um seguidor. "Que bom seria se todos fôssemos assim. Não teria isso de racismo", comentou mais um. "Pessoas brancas não entendem seu privilégio", disse outro.

 

Fonte: Bahia Notícias

Uma operação batizada de “Bankiva” conduziu 60 pessoas envolvidas em rinhas de galo e apreendeu 250 animais que seriam usados na competição criminosa, em Paulo Afonso, no sábado (19). Além disso, uma disputa foi encerrada pela ação conjunta, realizada por equipes da Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Ministério Público do Meio Ambiente e do Conselho Regional de Medicina Veterinária.

 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão nos bairros de Glória, Moxotó, Pedra Comprida e Perpétuo Socorro.

 

Além dos animais, nos imóveis foram encontrados medicações, aparatos usados no treinamento dos galos, celulares e dinheiro. Um homem foi preso em flagrante com um revólver e munições. De acordo com a titular da 18ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior, delegada Mirela Ventura, as aves passaram por avaliação e foram encaminhadas para um abrigo.

Fonte: Bahia Notícias

 

 

Não faz sentido temer, como sugere uma das mais recentes ondas de desinformação, que as vacinas contra a Covid-19 em teste no mundo todo levem a alterações do DNA humano, dizem especialistas.

Mesmo as que incluem material genético viral foram projetadas para minimizar as possibilidades de interação desse material com o genoma das pessoas.

"Mas, antes de mais nada, é preciso desmistificar o que pode significar isso. A questão é que a gente está sujeito a uma chuva de DNA externo o tempo inteiro, e o organismo lida com esse material genético exógeno sempre", diz o virologista Flávio da Fonseca, da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e do centro de pesquisas CT-Vacinas.

Bactérias e certos tipos de invasores virais, como os retrovírus, por vezes transferem sua informação genética para o DNA de seus hospedeiros, com efeitos que podem ser negativos, neutros ou mesmo positivos.

Com o passar de milhões de anos, esses trechos de DNA podem até virar "fósseis" incrustados no genoma humano. Estima-se que algo entre 1% e 5% do material genético da espécie humana seja formado pelos chamados retrovírus endógenos, ou seja, informação hereditária viral que passou por esse processo de incorporação a partir de antigos retrovírus.

A maioria deles não parece ter efeito nenhum no organismo, mas acredita-se que retrovírus endógenos ajudaram na evolução da placenta, a bolsa protetora dos fetos que se forma durante a gestação na maioria dos mamíferos. Nesse caso, a informação genética deles foi "reciclada" e reutilizada pelos ancestrais dos mamíferos atuais.

Todos os vírus que causam doenças hoje dependem da capacidade de induzir as células que invadem a usar os genes virais (os quais podem ser formados por DNA ou por uma molécula aparentada a ele, o RNA) a produzir novas cópias dos próprios vírus. As células humanas infectadas funcionam, grosso modo, como uma fábrica dominada por robôs que passa a produzir mais robôs.

Entretanto a maior parte desses invasores virais (à exceção dos retrovírus, que incluem parasitas como o HIV, causador da Aids) não precisa modificar o genoma das células humanas para conseguir isso.

Portanto as vacinas baseadas no próprio coronavírus inativado (inócuo), como a que está sendo testada por uma empresa chinesa em parceria com o Instituto Butantan (SP), não trazem esse risco --os coronavírus não agem como os retrovírus.

Mais ou menos a mesma coisa vale para vacinas que estão usando vetores virais --ou seja, vírus geneticamente modificados para carregar um pequeno trecho do material genético do coronavírus, feito de RNA. É o caso da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, que também está sendo testada no Brasil, e a vacina russa, Sputnik V.

"Esses vírus em geral são desenhados para serem não replicativos, ou seja, não fecham o ciclo de produção de novas cópias virais", explica Fonseca.

Por fim, outra abordagem, testada por institutos de pesquisa e empresas nos EUA, envolve o uso do RNA do vírus. Esse tipo de abordagem, embora ainda não tenha chegado a produzir vacinas comerciais, teoricamente seria ainda mais seguro, porque as moléculas de RNA, que são usadas pela célula como "receita" para a produção de proteínas, são facilmente "desmontadas" pelo organismo e não fazem parte do genoma localizado no núcleo da célula.

Para que a presença delas levasse a alterações no genoma, seria preciso um maquinário molecular especializado que fizesse uma versão do RNA em formato de DNA e o inserisse dentro do material genético humano --de novo, algo que simplesmente não ocorre espontaneamente.

"As vacinas nunca são projetadas para isso. Seu papel é induzir imunidade, que é um objetivo completamente diferente", diz o pesquisador da UFMG.

Fonte: Bahia Notícias
  Curta nossa página
  PUBLICIDADE

| Todos os Direitos Reservados |