Notícias

Com o aumento de métodos de detecção da doença celíaca e maior facilidade de diagnóstico, o número de pessoas que descobriram o problema e passaram incluir em sua dieta alimentos sem glúten aumentou consideravelmente nos últimos anos. Porém, de acordo com a médica Norelle Reilly, do Centro Médico da Universidade de Columbia, em Nova York nos Estados Unidos, esse aumento não justifica o desproporcional crescimento da indústria de alimentos do tipo – principalmente para crianças.

Fonte:bh notcias
voltar   home   subir  imprimir
  Curta nossa página
  PUBLICIDADE

| Todos os Direitos Reservados |