Blog Santo Antônio
Notícias

O Ministério da Saúde autorizou recursos para o custeio de 3.201 leitos de UTI para pacientes graves acometidos pela Covid-19 em 22 estados e no Distrito Federal. Desse total 41 leitos são de UTI pediátrica.

Os leitos, autorizados em caráter excepcional e temporário, vão gerar impacto financeiro de mais de R$ 361 milhões aos cofres públicos. 

Os recursos são provenientes do crédito extraordinário da Medida Provisória de 24 de fevereiro de 2021, e as diárias permanecem fixadas em R$ 1.600 por leito. 

Os leitos solicitados pelos gestores e aprovados com vigência entre janeiro, fevereiro e março terão suas diárias pagas de forma integral e retroativa.

As autorizações de leitos, necessárias por conta da atual situação da curva epidemiológica da pandemia no Brasil, ainda dependem da aprovação do Orçamento da União pelo Congresso Nacional, novas avaliações pelas áreas técnicas do Ministério da Saúde e de acordo com os pedidos dos gestores estaduais e municipais. 

Apesar de estados e municípios terem autonomia para implantar e financiar os leitos necessários, o Ministério da Saúde, em decorrência do atual cenário de emergência, tem apoiado irrestritamente as secretarias estaduais e municipais de Saúde e investido em ações, serviços e infraestrutura para o enfrentamento da Covid-19.

Fonte: Rede Nacional de Rádio

O governo federal celebra o Dia internacional da Mulher, comemorado em 8 de  março, com o lançamento de campanha de combate à violência contra as mulheres. 

"O amor não causa dor, não causa medo, não deixa trauma ou dívidas" é uma das mensagens da campanha do governo federal, em parceria com o Conselho Nacional de Justiça, para combater a violência contra a mulher em todo o país.

A campanha foi lançada neste domingo (7) pela ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

Ela destacou que o governo federal tem como meta erradicar a violência contra a mulher no Brasil. 

A ação publicitária traz peças e vídeo que estão no site mdh.gov.br e serão encaminhados para órgãos e instituições ligadas ao Poder Judiciário, como cartórios e tribunais de Justiça.  

O objetivo é chamar a atenção para as diversas tipos de violência, como físicas, psicológicas e patrimoniais, sofridas por mulheres.

Fonte: Rede Nacional de Rádio

O Ministério da Saúde inicia, nesta semana, nova distribuição de doses da vacina contra a Covid-19. 

Para o mês de março, o cronograma prevê a entrega de 30 milhões de doses provenientes de acordos com o Instituto Butantan, AstraZeneca/Oxford e o consórcio Covax Facility. 

As previsões de entrega são enviadas ao Ministério da Saúde pelos fornecedores dos imunizantes e estão sujeitas a alterações, de acordo com a disponibilidade dos laboratórios e a real quantidade de doses entregues, que pode variar conforme o ritmo de produção.

Serão 23 milhões e 300 mil doses da Coronavac do Instituto Butantan, enviadas em remessas semanais. 

Outros 3 milhões e 800 mil doses da vacina da AstraZeneca/Oxford, previstas para a segunda quinzena do mês, provenientes do primeiro lote produzido no Brasil pela Fiocruz com matéria-prima importada. 

Também está prevista a chegada de mais 2 milhões e 900 mil doses da vacina da Astrazeneca via consórcio Covax Facility.

A partir do número exato de doses recebidas, o Ministério da Saúde organiza a divisão de forma proporcional e igualitária para os estados e o Distrito Federal. 

As doses são enviadas aos estados, responsáveis pela distribuição dos imunizantes a todos os municípios brasileiros, que vão aplicar as vacinas nas 38 mil salas de vacinação.

Fonte: Rede Nacional de Rádio

Imobiliárias e empresas responsáveis por alugar imóveis durante o ano de 2020 devem emitir comprovante de rendimentos ao locador para incluir as informações na Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física 2021.

  

A Receita Federal esclarece que essas informações também devem ser enviadas à Receita Federal na Declaração de Informações sobre as Atividades Imobiliárias via certificado digital.

 

O envio do documento tem como finalidade exclusiva a conferência e fiscalização de dados e das transações imobiliárias, não acarretando ônus para o declarante. No entanto, a Receita Federal alerta que a falta ou erro no envio gera multa para a empresa.

Fonte: Rede Nacional de Rádio

A paciente de apenas 37 anos, que estava internado com Covid-19 no Pronto Atendimento Coronavírus, sediado no Hospital Municipal Eurico Dutra, em Barreiras, Oeste da Bahia, comemorou nesse domingo (07), a alta hospitalar. Com a liberação, a paciente retornou para casa após três dias de internamento na unidade.

Com alegria ao saber de sua recuperação da Covid-19, a paciente que recebeu os cuidados médicos na unidade, vai continuar fazendo administração de medicamentos em seu próprio domicílio pelo período de mais três dias.

Felizmente a paciente teve destino diferente de muitas outras pessoas que não conseguem se recuperar dessa terrível doença que já vitimou 111 pessoas só na cidade de Barreiras. Na Bahia, segundo o boletim desse domingo, 12.530 já foram a óbito em decorrência da Covid-19 e no Brasil, foram registrados 265,5 mil óbitos pela pandemia, segundo boletim do consórcio de veículos de imprensa.

 

Fonte: Fala Barreiras

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, através das secretarias de Saúde e Infraestrutura trabalharam conjuntamente no bairro Santa Cruz com o mutirão ‘Minha Rua Limpa’, para eliminar os focos da Dengue.

Foram recolhidas até a última quinta-feira (04), 228 toneladas de entulho nos quintais. E 11.900 imóveis foram visitados por agentes de Endemias e Saúde que atuaram no Solar Santa Cruz, Santa Cruz 3, Bairro Santa Cruz e Conquista.


É a Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães cuidando da população de forma coordenada.


Como funciona o mutirão

Pela manhã, os agentes realizam o trabalho de conscientização nas ruas, com a ajuda de um carro de som da Prefeitura. Os moradores devem reunir lixo, garrafas e tudo o que possa armazenar água e se tornar um foco de Dengue.  À tarde acontece o recolhimento dos resíduos sólidos deixados em frente às casas pela população.


O serviço será realizado pela secretaria de Infraestrutura, e para complementar o trabalho, equipes da saúde farão a aplicação do fumacê nessas localidades.


Confira outras ações de cuidado com a população do Município:

- Plantão da Dengue, que já atendeu 1.853 pessoas.
- Contratação de 40 agentes de Endemias, destes, 20 para início imediato.
- Número para denúncia de focos de Dengue (77) 3628-3684
- Número para denúncia de lotes sujos (77) 3628-0770
- Decreto - nº 148 de 05 de fevereiro, que responsabiliza os proprietários pela limpeza dos seus lotes vazios.

Fonte: ASCOM Prefeitura de LEM

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, através da Secretaria de Saúde realizou neste sábado (06), ação de fiscalização para verificar o cumprimento das medidas sanitárias de prevenção da Covid-19. 


Fiscais da Vigilância Sanitária e Epidemiológica do Município vistoriaram portais de entrada da cidade, como explicou o gerente de Vigilância Sanitária e Ambiental, Marcelo Rufino. 


"A Vigilância faz esse trabalho rotineiramente dentro do Município, e agora, além disso, estamos fazendo o monitoramento das entradas da cidade, porque é uma preocupação a mais. Visto que não foi impedido o trânsito de pessoas dos grandes centros, para o interior. Embora a situação esteja controlada dentro da cidade, a gente tem que se preocupar com quem vem de outras cidades", explicou. 

Fonte: ASCOM Prefeitura de LEM

Neste dia internacional da Mulher a Deputada Jusmari Oliveira incluiu em sua mensagem as mulheres baianas um resumo das ações de seu mandato em favor do fortalecimento e empoderamento feminino.

Jusmari ressalta que em homenagem a todas as mulheres do nosso estado, ela relembra a luta diária na busca de estruturas e condições que preservem a garantia dos direitos da mulher e o respeito aos seus valores.

A deputada inclui o destaque que o Diário Oficial deu ao seu Projeto de Indicação de 19 de março de 2019, que requer ao governador a implantação da delegacia da mulher em Luís Eduardo Magalhaes, os Projetos de Indicações que requerem a implantação de delegacia da mulher e da ronda Maria da penha em bom Jesus da lapa e Santa Maria da Vitoria. A reforma, ampliação e melhoria na Delegacia da Mulher de Barreiras.

Jusmari também destaca sua atuação como vice-presidente da comissão de defesa dos direitos da Mulher na ALBA, entre elas, a vinda de sessão itinerante para Barreiras onde foi discutido com Deputadas e lideranças regionais o combate à violência contra mulher em toda a região oeste.

A Deputada relembra também que atendendo a sua solicitação, o Secretário de segurança do estado já autorizou a implantação da RK da Maria da Penha no município de Luís Eduardo Magalhaes!

Assim a Deputada do Oeste da Bahia, Jusmari Oliveira, segue na luta para o fortalecimento e empoderamento das mulheres de nossa região e de toda Bahia.

Fonte: Radio Cidade 95.9

 

A aguardada entrevista concedida pela atriz Meghan Markle e pelo príncipe Harry à apresentadora Oprah Winfrey foi ao ar na noite deste domingo (7), nos Estados Unidos, e trouxe diversas revelações sobre os motivos que levaram o casal a deixar o Reino Unido e morar na América do Norte.

Na conversa, Meghan expôs uma série de conflitos que teve com integrantes da família, como a duquesa Kate Middleton, e afirmou que chegou até a pensar em suicídio por conta da relação conturbada.

– Eu simplesmente não queria mais estar viva. E esse era um pensamento constante, muito claro, real e assustador – revelou.

Meghan, que é afro-americana, também contou que a família real se preocupava sobre “quão escura” seria a pele de seu filho Archie, o primeiro com o príncipe Harry, quando ele nascesse. Os dois estão esperando seu segundo filho e revelaram que a bebê é uma menina.

– Naqueles meses em que estava grávida, tivemos uma série de conversas sobre “ele não teria segurança, ele não teria título” e também preocupações e conversas sobre o quão escura sua pele ficaria quando ele nascesse – disse Meghan.

Ainda sobre a relação com Kate, a atriz revelou durante a entrevista que, diferente do que circulou, foi Kate quem a fez chorar. Meghan, porém, não quis entrar em maiores detalhes e disse que atualmente a situação está resolvida entre as duas.

– Ela me fez chorar, me magoou. Não acho justo entrar em detalhes, porque ela me pediu desculpas, e eu aceitei. Mas foi difícil ser culpada por algo que não fiz. As pessoas do castelo sabiam a verdade. Acho importante as pessoas saberem a verdade. Ela é uma pessoa boa – destacou.

Ao contrário da relação conflituosa com outros membros da família real, a esposa de Harry destacou que ela e a rainha Elizabeth sempre mantiveram uma boa relação. Segundo Meghan, Elizabeth II a fazia lembrar sua avó “sempre muito acolhedora e amorosa”. Ela também contou que, no primeiro encontro entre ela e a monarca, não existiram muitas formalidades.

– A rainha sempre foi maravilhosa comigo. Eu amava estar na companhia dela. Tive momentos com ela que me faziam lembrar da minha avó. Ela sempre foi muito acolhedora e amorosa – relatou Meghan.

Harry, por sua vez, disse que se sentiu decepcionado com seu pai, o príncipe Charles, e que sua falecida mãe Diana teria ficado zangada e chateada com a forma como a família real britânica tratou sua esposa Meghan.

– Eu me sinto muito desapontado porque ele passou por algo semelhante. Ele sabe como é a dor. Eu sempre vou amá-lo, mas muitas mágoas aconteceram – completou Harry.

Fonte: Pleno News

Uma grande operação realizada ao longo da manhã desta segunda-feira (8), coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública em parceria com as Polícias Civis dos 26 estados e do Distrito Federal, visa combater crimes de violência contra a mulher, em alusão ao Dia Internacional da Mulher. Ao todo, são cerca de cinco mil agentes policiais empregados na ação.

Ao todo, já foram cumpridos sete mil mandados de prisão na Operação Resguardo, como a ação foi batizada. O Ministério da Justiça ainda divulgou que são apuradas 43 mil denúncias, sendo 101 mil vítimas atendidas, além de 900 armas apreendidas. Ainda não há informações sobre o período que esses números abrangem.

O Paraná informou que a operação integrada teve início em 1º de janeiro de 2021 em todo o Brasil. Somente no estado, foram apuradas 1,5 mil denúncias, que culminaram na instauração de 1.312 inquéritos policiais, 36 mandados de prisão, 83 cumprimentos de mandados judiciais, com atendimento de mais de 4 mil mulheres vítimas de violência.

Em Santa Catarina, por sua vez, a polícia contabilizou ter realizado 5.677 atendimentos, 2.797 procedimentos policiais, 290 prisões/apreensões e o cumprimento de 1.573 mandados em todo o estado. Os dados totais devem ser detalhados pelo Ministério da Justiça, em coletiva de imprensa ao longo da manhã desta segunda.

No estado do Rio, são 98 mandados de prisão. Até por volta de 8h30 da manhã, 25 homens haviam sido presos no estado; alguns por estupro, outros por agressão, e outros por não pagar fiança.

Mandados também foram cumpridos no Sergipe e na Bahia. A força-tarefa nacional tinha prendido, desde o início de 2021, quase 8.300 pessoas e emitido 51 mil medidas protetivas.

Fonte: Pleno News

Hoje, dia 8 de março, comemora-se o O Dia Internacional da Mulher, e ela não está de fora da legislação brasileira. Desde a preservação da integridade física, até a garantia de direitos fundamentais, confira as principais leis voltadas para as mulheres.

Lei Maria da Penha
Uma das primeiras leis voltada para as mulheres, a lei 11.340/06 determina a prisão do suspeito de agressão doméstica contra a mulher. A legislação trata a violência em casa como agravante para aumento de penas, ordena o afastamento do agressor da vítima e de sua família e garante assistência econômica às mulheres que forem economicamente dependentes do companheiro agressor.

É considerada violência doméstica e familiar “qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial, no âmbito da unidade doméstica, da família ou em qualquer relação íntima de afeto, independentemente de relação sexual.”

Lei Carolina Dieckmann
Criada após a atriz ter fotos e conversas íntimas copiadas do seu computador pessoal e divulgadas na internet, a lei 12.737/12 classifica como crime cibernético o ato de invadir aparelhos eletrônicos alheios para obter, adulterar ou destruir dados ou informações sem autorização expressa.

A lei engloba muitos casos de vazamentos de fotos e vídeos íntimos, que têm como principais vítimas as mulheres.

Lei Joana Maranhão
Após o momento em que a vítima de um crime sabe a identidade do autor, começa a correr um prazo de seis meses para que ela possa realizar a denúncia. Este prazo é chamado de prescrição. A lei 12.650/12 garante que, em casos de crimes contra a dignidade de crianças e adolescentes, o prazo de prescrição comece a contar apenas a partir do aniversário de 18 anos da vítima.

A medida facilita a denúncia conta estupradores que abusarem de menores de idade que, muitas vezes, sentem medo ou vergonha de denunciar.

Lei do Minuto Seguinte
A lei 12.845/13 foi criada para garantir que vítimas de estupro tenham acesso imediato à tratamento multidisciplinar no SUS após a violência. Ela determina que os hospitais da rede pública de saúde sejam obrigados a dar suporte médico (incluindo social e psicológico), além do diagnóstico e do tratamento de lesões físicas sem a necessidade de a vítima apresentar registro de ocorrência ou qualquer documentação. Apenas a palavra dela é suficiente para o atendimento.

Os hospitais também são obrigados, pela lei, a fornecer à vítima medicamentos necessários para evitar gravidez e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

Lei do Feminicídio
Oriunda da CPMI de Violência Contra a Mulher no Brasil, a lei 13.104/15 classifica alguns assassinatos contra mulheres como homicídio qualificado. Considera-se crime de feminicídio quando o assassinato de uma mulher está relacionado à violência doméstica e familiar (nos termos da Lei Maria da Penha) ou menosprezo/discriminação à condição de mulher.

Lei da Importunação Sexual
A lei 13.718/18 foi criada para suprir a necessidade de coibir ações de violência sexual que não podem ser consideradas estupro ou assédio. A lei torna crime a prática de qualquer “ato libidinoso praticado contra alguém com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”.

Como a lei não é específica, alguns casos serão passíveis da interpretação do juiz. No entanto, pessoas que forem flagradas apalpando ou realizando outras formas de contato libidinoso contra alguém em transportes públicos, por exemplo, podem ser enquadradas neste artigo. Crimes virtuais de publicação indevida de fotos íntimas também estão incluídos.

Fonte: Pleno News

A ministra Damares Alves, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), enviou um vídeo ao Pleno.News, desejando a todas as nossas leitoras um feliz Dia Internacional da Mulher.

– Olá, amigos queridos do Pleno.News! […] Eu estou passando aqui hoje para mandar um abraço para todas as mulheres! Hoje é o Dia Internacional da Mulher. Mas, para nós, na verdade todo dia é dia da mulher. Todo mês é mês da mulher. Todo ano é ano da mulher – declarou a ministra.

Damares também aproveitou para dizer que as mulheres estão tendo mais atenção do governo do que nunca e valorizou as políticas públicas adotadas pelo Ministério em favor das mulheres.

– Nunca as mulheres foram cuidadas com tanto carinho como agora. Todas as mulheres estão sendo alcançadas por políticas públicas no meu país – comemorou a ministra.

De acordo com a pasta, em 2020 mais de R$ 123 milhões foram investidos em políticas para as mulheres, o maior valor nos últimos 5 anos. A maior parte dos recursos foi destinada ao Programa Mulher Segura e Protegida. A Casa da Mulher Brasileira (CMB) também teve um investimento expressivo de R$ 80 milhões, voltados para a construção e a implementação de unidades do programa de 2019 a 2020. Já o MMFDH investiu quase R$ 22 milhões para a capacitação profissional de mulheres.

As Casas da Mulher Brasileira (CMB) facilitam o acesso a serviços especializados da rede de proteção à mulher, servindo como auxílio no enfrentamento à violência contra elas.

Para Cristiane Britto, da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM), a CMB é um importante instrumento para enfrentar o alto índice de violência contra a mulher em todo o país.

Segundo publicação de outubro de 2020 do Anuário Brasileiro de Segurança Publica, os chamados de atendimento à violência doméstica aumentaram em 3,8% no primeiro semestre do ano, enquanto as taxas de feminicídio aumentaram em 1,9% no período.

A ministra Damares Alves também chama atenção para o problema da dependência financeira vivenciado por muitas mulheres.

– A dependência financeira, a que muitas ainda estão sujeitas, acaba sustentando [a mulher] ciclos de violência. É por isso que este Ministério quer promover a independência financeira dessas mulheres, esposas e mães, para que sejam livres e tenham total autonomia em relação ao sustento e a todos os aspectos de suas vidas – afirma.

Além dessas ações, a SNPM investiu mais de R$ 5,6 milhões na aquisição de 37 viaturas, por meio de 11 convênios, com a finalidade de enfrentamento à violência contra as mulheres.

Em outubro do ano passado, a ministra também ampliou a central do Disque 100 e Ligue 180, possibilitando que as denúncias fossem feitas pelo Whatsapp e reduzindo o tempo de espera pelo atendimento.

Fonte: Pleno News

Depois de usar as redes sociais para desmentir a informação de que o filho mais velho deu uma festa na noite da última sexta-feira (5), quando o estado de São Paulo estava prestes a voltar para a fase mais restritiva do plano de combate ao novo coronavírus, o governador João Doria (PSDB) decidiu formalizar uma queixa-crime contra os responsáveis pelo vídeo que espalhou a notícia.

A gravação foi feita da casa de uma vizinha, que registrou a música alta no imóvel da frente no Jardim Europa, bairro nobre na Zona Sul da capital paulista, onde disse morar João Doria Neto, o Jhonny.

– Filho do Doria fazendo festa. Está lotado aí dentro. Festa com som. Ali é a casa do Doria e aqui é o filho. As polícias todas lá para proteger ele e aqui o filho dando festa em plena pandemia. Muito bem. Com música ao vivo, tá? Muito bem. Parabéns. Ele fecha o país, mas o filho está dando uma festa aqui do lado da casa dele. Música ao vivo, legal, a vida continua para ele – narra a voz feminina no vídeo e, ao fundo, se ouve o que parece uma banda.

Nas redes sociais, o tucano chamou o registro de ‘fake news’. Segundo a assessoria do governo, a casa é alugada e Jhonny não é o morador.

– A casa não é do filho do governador João Doria. Havia três pessoas cantando karaokê no momento. Ao serem abordadas diminuíram o som para não incomodar a vizinha – diz a publicação.

O Estadão apurou que, enquanto uma mulher tentava registrar a suposta festa, Doria chegou a ir até a rua, acompanhado por seguranças, para verificar a movimentação. A assessoria diz que ele ‘foi até lá pedir educadamente que abaixassem o som’.

– Foi solicitado à dona da casa que abaixasse o volume, e o pedido foi prontamente atendido por ela. Não houve portanto festa, música ao vivo e muito menos a prática de aglomeração na residência. O filho do governador sequer mora no local, nem estava em São Paulo nesta data – informou o governo.

Pessoas próximas do tucano dizem que ele anda irritado com hostilidades e notícias falsas de que tem sido alvo em meio à guerra contra a pandemia e medidas restritivas adotadas pelo governo.

*Estadão

Fonte: Pleno News

Autoridades da Áustria afirmaram neste domingo(7) que suspenderam o uso de um lote da vacina contra covid-19 da AstraZeneca por precaução, após ser reportada uma morte e um caso de doença entre os que receberam o imunizante. As autoridades acrescentaram, porém, que nenhum dos eventos parece estar ligado à vacina.

A morte reportada ocorreu graças a problemas graves de coagulação em uma mulher de 49 anos, enquanto outra mulher, de 35 anos, teve embolia pulmonar e estava se recuperando, informou o Escritório Federal para Segurança na Saúde da Áustria. As duas mulheres receberam a vacina no distrito de Zwettl, do mesmo lote desenvolvido pela AstraZeneca e pela Universidade Oxford, mas de acordo com a agência, ainda não foi mostrada uma conexão entre a piora de saúde e a vacina.

O órgão do governo diz que investiga o episódio “para conseguir excluir completamente uma possível conexão” com as vacinas. Um porta-voz da AstraZeneca disse que a empresa está em contato com autoridades austríacas e apoia a investigação.

– Não houve casos de efeitos adversos sérios associados com a vacina – diz o porta-voz.

As reações documentadas têm sido em geral leves ou moderadas e incluem dormência no braço que recebeu a injeção, cansaço, febre e dor de cabeça, que em geral duram apenas poucos dias.

*Estadão

Fonte: Pleno News

Uma mulher de 63 anos foi estuprada dentro da própria casa, em Cuiabá, na madrugada da última sexta-feira (5). De acordo com a vítima, um homem invadiu sua casa com uma faca por volta das 5h e a obrigou a ter relações sexuais com ele.

Segundo a idosa, ela estava dormindo quando foi acordada pelo agressor, que estava ao lado de sua cama. Ele tinha uma camisa tapando o rosto, estatura mediana, pele parda e porte “troncudo”.

Durante o estupro, que durou cerca de 1 hora, o criminoso segurou a faca contra o pescoço da mulher e a ameaçou. Após o abuso, o homem fez a vítima abrir a porta para ele. Ele disse ainda que “se ela tivesse gostado, ele voltaria”.

Depois que o agressor fugiu, a idosa pediu socorro aos vizinhos, que chamaram a polícia. Em seu depoimento, ela disse acreditar que ele pulou a janela do quarto para invadir a casa. A vítima também revelou que o criminoso contou que tinha 33 anos, que havia se divorciado há pouco tempo da esposa e vindo recentemente de Santa Catarina.

O caso foi registrado como estupro e ameaça.

Fonte: Pleno News

O humorista Kleber Lopes, 39 anos, morreu neste domingo (7), após complicações resultantes da Covid-19. O ator era conhecido por interpretar o personagem Rick Marcos no programa “A Praça É Nossa”, do SBT. Familiares e amigos confirmaram a notícia.

Outro personagem conhecido de Kleber era o Gigi, o assistente da personagem milionária vivida por Andreia de Nóbrega na atração comandada por Carlos Alberto de Nóbrega.

Kleber passou alguns dias isolado após ser infectado pelo coronavírus, mas precisou ser internado no sábado (6) ao sentir desconforto respiratório. No hospital, descobriu que já estava com 80% da capacidade pulmonar comprometida e não resistiu.

Com as gravações do humorístico do SBT paralisadas por conta da pandemia, o ator se dedicava nos últimos meses a um programa no rádio e na internet chamado “Humor Sem Tamanho”, com Priscila Menucci.

Kleber fizera aniversário recentemente, em 9 de fevereiro. Ainda não foram divulgadas as informações acerca do velório.

Fonte: Pleno News

O presidente Jair Bolsonaro acompanhou, na manhã deste sábado (6), a saída de uma comitiva do governo a Israel, que irá conhecer o EXO-CD24, um spray nasal que está em fase inicial de testes como medicamento para a Covid-19. Bolsonaro marcou presença na Base Aérea em Brasília, de onde o grupo de auxiliares embarcou.

Bolsonaro gravou vídeo ao lado da delegação, afirmando que a viagem objetiva o fechamento de protocolos e acordos de ciência e tecnologia que serão “proveitosos” para o momento de pandemia, além de representarem um “legado para o futuro”.

Integrante da comitiva, o secretário Marcelo Morales, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, disse que o acordo de cooperação que será buscado com Israel envolve o desenvolvimento de drogas e imunizantes. Questionado ainda por Bolsonaro sobre a “vantagem” de vacinas em desenvolvimento no Brasil, Moraes comentou que 15 imunizantes são estudados atualmente, e que três já chegaram a um grau de maturação que possibilita o início de ensaios clínicos em pacientes no próximo mês.

– Três chegaram a um grau de maturação que pode iniciar no próximo mês os ensaios clínicos em pacientes. Uma delas já deu entrada na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Então, nós temos a possibilidade também de fazer essa interação com as vacinas que estão sendo desenvolvidas em Israel – respondeu o secretário

Ele classificou a produção de uma vacina no Brasil como “questão de soberania nacional”.

– Temos possibilidade de desenvolver uma vacina. Qual a vantagem disso? Se tivermos uma mutação no Brasil nós dominamos a tecnologia e podemos mudar rapidamente a vacina adaptando à nova mutação – afirmou.

Ao lado de representantes da Saúde, do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), Morales ainda falou sobre o objetivo da missão.

– O objetivo dessa missão é a gente levar nesse acordo de cooperação com Israel toda a área de ciência e tecnologia, e da saúde, que nós estamos desenvolvendo no País e Israel, para fazer esse acordo de cooperação em várias áreas do conhecimento. Inclusive de medicamentos e vacinas que estamos desenvolvendo na ‘Rede Vírus’ do Ministério da Ciência e Tecnologia e também no Ministério da Saúde – explicou.

Nesta semana, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre o spray.

– O que é esse spray? Não sei. Mas o que acontece? Esse produto, há dez anos, estava sendo investigado, estava sendo estudado lá em Israel para outro tipo de vírus. E usou isso daí em 30. Em 29 deu certo. O último demorou um pouco mais, mas também segurou. Parece que é um produto milagroso, parece. Nós vamos atrás disso – disse.

Vacinação
Neste sábado, o presidente ainda usou rede social para destacar números divulgados pelo Ministério da Saúde sobre a previsão de chegada de mais doses de vacina contra a doença.

Segundo a Pasta, os próximos lotes da vacina produzida pelo Instituto Butantan serão entregues ao governo em remessas semanais ao longo de março. O cronograma prevê um total de 22,7 milhões de doses do imunizante no mês. A próxima remessa, prevista inicialmente em 2,6 milhões de doses, será enviada aos estados e Distrito Federal na próxima semana. No total, o Ministério da Saúde prevê a chegada de mais de 29 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 em março.

Para a segunda quinzena de março, a previsão é que sejam entregues 3,8 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford. Esse será o primeiro lote produzido no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com matéria-prima importada, afirmou o ministério. Ainda são aguardadas mais 2,9 milhões de doses do imunizante, adquiridos via consórcio Covax Facility.

A pasta ainda destacou que assinou o contrato com o laboratório Precisa Medicamentos/Bharat Biotech, responsáveis pela vacina indiana Covaxin. Das 20 milhões de doses acordadas, 8 milhões já devem estar à disposição neste mês, disse o ministério.

*Estadão

Fonte: Pleno News

O governo federal já definiu os valores do novo auxílio emergencial. De acordo com o portal R7, o Ministério da Economia pretende dar R$ 250 à maior parte dos trabalhadores informais.

Para mulheres que são chefes de família, o benefício deve ficar em R$ 375, enquanto que homens devem receber R$ 175.

O auxílio será pago durante quatro meses e deve começar a ser disponibilizado em março.

Fonte: Pleno News

Nesta quarta-feira (3), na Câmara Municipal de Santa Maria (RS), foi protocolado o Projeto de Lei (PL) nº 9196/2021 que propõe a disponibilização gratuita de kits de medicamentos para o tratamento precoce da Covid-19 na rede do Sistema Único de Saúde (SUS) do município.

A base do PL tem como base um manifesto assinado por 267 médicos com diversos estudos demonstrando a eficácia de medicamentos como hidroxicloroquina, ivermectina, bromexina, azitromicina, nitazoxanida, zinco, vitamina D e anticoagulantes quando usados de forma correta.

O vereador Tubias Callil é autor do PL. Ele publicou um vídeo em seu Facebook e explicando o projeto.

– O projeto prevê que o paciente deverá ter acompanhamento médico, receita médica, utilizar o protocolo regulamentado pelo ministério da saúde e deverá ter um médico responsável pelo tratamento do paciente que também deverá aplicar o termo de ciência e consentimento, caso prescreva o uso da hidroxicloroquina – disse.

Entre os médicos que assinaram o manifesto estão diretores de hospitais, infectologistas, pneumologistas, alergistas e profissionais de outras especialidades. Segundo o documento, a diminuição da carga sobre o sistemas de saúde de cidades e estados que adotaram as medidas para intervenção precoce na Covid-19 serviu para validar o efeito do tratamento.

O manifesto defende a autonomia do médico em prescrever o tratamento precoce.

– Considerando que o princípio que deve obrigatoriamente nortear o tratamento do paciente portador da covid-19 deve se basear na autonomia do médico e na valorização da relação médico-paciente, sendo esta a mais próxima possível, com o objetivo de oferecer ao doente o melhor tratamento médico disponível no momento – diz o parecer.

Também é evocado o artigo 32 da seção C da Declaração de Helsinque para respaldar o livre exercício da medicina.

– Quando métodos profiláticos, terapêuticos comprovados não existirem ou forem ineficazes, o médico, com o consentimento informado ao paciente, deve ser livre para utilizar medidas profiláticas, diagnósticas e terapêuticas não comprovadas ou inovadoras, se no seu julgamento, esta ofereça esperança de salvar vida, restabelecimento da saúde e alívio do sofrimento. Quando possível, estas medidas devem ser objeto de pesquisa, desenhada para avaliar sua segurança ou eficácia. Em todos os casos, as novas informações devem ser registradas e, quando apropriado, publicá-las. As outras diretrizes dessa declaração devem ser observadas – diz o texto.

Fonte: Pleno News

O Tribunal de Justiça de São Paulo atendeu pedido da prefeitura de São José dos Campos para manter a cidade na fase laranja do Plano São Paulo, em vez da fase vermelha, como previsto para todo o estado pelo governador João Doria (PSDB). A cidade alegou que seus indicadores, como a ocupação de UTIs, não habilita a mudança para o nível mais restrito do plano de combate ao novo coronavírus.

A decisão que colocou todo o estado na fase vermelha foi anunciada nesta semana por Doria e começa a valer a partir deste sábado (6). A medida foi tomada diante da alta de casos, internações e mortes nas cidades paulistas, o que acompanha um recrudescimento nacional do novo coronavírus. O país registrou nesta sexta-feira (5) o quarto dia seguido com mais de 1,7 mil mortes diárias.

Na decisão do TJ, o desembargador Jeferson Moreira de Carvalho disse que o pedido de São José dos Campos deveria ser atendido porque o plano prevê critérios para a fase vermelha, como a ocupação de 75% dos leitos de UTI, o que não seria o caso da cidade do interior.

Por meio de um vídeo publicado no Facebook, o prefeito Felicio Ramuth (PSDB) disse que a “justiça foi feita”.

– A decisão do Tribunal poderia até nos levar a fase amarela, mas por cuidado nós vamos permanecer na fase laranja. A Justiça desta vez teve total coerência ao entender os nossos argumentos em relação ao Plano São Paulo – disse.

Ramuth disse ainda que a cidade fez o “dever de casa” em termo de prevenção.

– Nós fizemos a lição de casa. Você cidadão de São José fez a lição de casa. Peço seu cuidado e atenção para que nos próximos dias possamos ter indicadores para continuar na fase laranja – acrescentou, pontuando que, se for necessário, irá decretar a fase vermelha na cidade.

Cidades como Franca e Mirandópolis também tentavam alternativas para não iniciarem a fase vermelha neste sábado. Pelo menos dezenove hospitais públicos do estado de São Paulo tinham nesta sexta-feira 100% de ocupação nas UTIs e outros seis já superavam a taxa de 90%, conforme dados do governo estadual.

Na rede privada, o Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo, bateu recorde de novas internações pela covid-19 desde o início da pandemia, com 166 pacientes na terapia intensiva e na enfermaria. Segundo o secretário da Saúde paulista, Jean Gorinchteyn, a situação é de “guerra”.

 

*Estadão

Fonte: Pleno News
  Curta nossa página
  PUBLICIDADE

| Todos os Direitos Reservados |