Blog Santo Antônio
Notícias

A Itália registrou, nas últimas 24 horas, 731 óbitos em decorrência da Covid-19, o pior número desde o início de abril, e 32.191 novos infectados pela doença, o que elevou o total de mortos para 46,4 mil e o de casos para 1,2 milhão. Nesta terça-feira (17), o país é o sexto em número de mortes, atrás apenas de Estados Unidos, Brasil, Índia, México e Reino Unido, e o nono em casos confirmados. As informações são do portal G1.

 

Neste momento, são 733,8 mil italianos infectados pelo novo coronavírus, aumentando a pressão sobre o sistema de saúde do país. Há mais de 33 mil pessoas hospitalizadas no país, das quais 3,6 mil estão em uma unidade de terapia intensiva.

 

Para tentar conter o vírus, o governo da Itália decretou até 3 de dezembro um toque de recolher nacional entre as 22h e as 5h, restringiu o horário dos restaurantes e fechou cinemas, teatros, ginásios e piscinas.

 

França

A França ultrapassou a Rússia e se tornou, nesta terça, o quarto país com mais casos do novo coronavírus no mundo, superando os 2 milhões de infectados, aponta levantamento da Universidade Johns Hopkins.

 

O país é um dos mais afetados pela segunda onda de contágio na Europa e está em sétimo entre as nações com maior número de mortes (45,1 mil).

 

O governo francês também adotou medidas de restrição desde o fim de outubro, como o fechamento de bares, restaurantes e comércios e a volta da exigência de que pessoas apresentem justificativas para circular nas ruas.

 

O avanço da Covid-19 preocupa também na Alemanha e na Áustria, que começou nesta terça um lockdown, que inclui o fechamento de escolas e lojas não essenciais, duas semanas após o estabelecimento de um bloqueio parcial que não conteve a propagação do coronavírus no país.

Fonte: Bahia Notícias

Fonte: Grupo Santo Antonio

A fabricante chinesa Sinovac, responsável pela produção da vacina Coronavac, divulgou que a vacina tem capacidade de produzir anticorpos em 28 dias após a sua aplicação. A empresa divulgou o estudo de maneira oficial da sua fase 3 de testes, que estava sendo realizada em diversos países, incluindo o Brasil. 

 

O estudo no Brasil, é testado em parceria com o instituto Butantan e trata-se da primeira publicação oficial dos testes das fases anteriores. Enquanto, a maioria já haviam sido publicadas, como Pfizer e Moderna.

Fonte: Bahia Notícias

A Polícia Técnico-Científica de Goiás confirmou, nesta terça-feira (17), que é da japonesa Hitomi Akamatsu, 43, o corpo encontrado escondido, entre pedras e terra, a dez metros de uma cachoeira na propriedade da Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, no entorno do Distrito Federal. A Polícia Civil prendeu poucas horas antes um jovem de 18 anos, morador da cidade, que admitiu a autoria do crime.

A Polícia Civil informou que não há indícios de qualquer envolvimento do alegado médium João Teixeira de Faria, 79, o João de Deus, preso em dezembro de 2018 e condenado a mais de 60 anos de prisão por uma série de crimes sexuais contra mulheres que frequentavam a casa. Em março deste ano, ele passou a cumprir prisão domiciliar, em Anápolis, a 60 km de Goiânia.

Segundo a Polícia Civil, Hitomi fazia tratamento na Casa Dom Inácio de Loyola e estava desaparecida há uma semana. Em estado de decomposição, o corpo foi encontrado, pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (16), seis dias depois de ela ter sido vista pela última vez. A identificação foi realizada por meio de impressões digitais.

A Embaixada Japonesa no Brasil enviou seus representantes ao IML (Instituto Médico Legal) de Anápolis, a 36 km de Abadiânia, para realizar a liberação do corpo.

A Polícia Civil não divulgou a identidade do jovem preso pelo assassinato e ocultação de cadáver de Hitomi. Em depoimento, o preso que estava sendo cobrado por uma dívida de drogas e foi ao local, que sabia que era frequentado por muitos estrangeiros, para tentar assaltar alguém. Em seguida, conforme seu relato, ele abordou a japonesa, e ela ofereceu resistência. Depois, o suspeito disse, a enforcou usando a própria camisa, por medo de ser denunciado.

O jovem também disse à polícia que não encontrou nada de valor com a vítima e, por isso, roubou uma peça de roupa dela e outros pertences, que, segundo ele, foram queimados em seguida. Durante seu depoimento, o suspeito contou ter achado um litro de combustível que usou para atear fogo nos objetos.

Na investigação, a polícia teve auxílio de imagens de câmeras de monitoramento que mostram o jovem deixando, de bicicleta, o local. Em uma das imagens, ele aparece com uma roupa branca em seu ombro direito, a qual, segundo os investigadores, pode ter sido roubada da vítima. Segundo a polícia, o jovem ainda não apresentou advogado.

Conhecida por receber pessoas do mundo inteiro em busca de tratamento espiritual, a Casa Dom Inácio de Loyola foi fundada por João de Deus. Após a prisão dele, o local continuou a receber visitantes, mas em número bem menor. O comércio da cidade, movimentado pelo turismo religioso, praticamente parou após o escândalo sexual.

No último dia 4, João de Deus recebeu alta médica de um hospital particular em Brasília, onde estava internado desde o dia 24 de outubro. Ele foi submetido a cirurgia de cateterismo e também faz tratamento quimioterápico por causa de um câncer no estômago.

Advogado de João de Deus, Marcos Lara disse que o seu cliente não frequenta mais a Casa Dom Inácio de Loyola desde que foi preso. "Ele não pode passar nem na rua da casa nem interferir presencialmente ou espiritualmente", afirmou. Segundo o advogado, o quadro de saúde do preso é regular e estável. Ele passa o dia em sua casa própria, em Anápolis, com auxílio de funcionárias, e recebe visita dos filhos.

Fonte: Bahia Notícias

Mais de 200 brasileiros estão sem conseguir tirar visto de estudante para realizar cursos em universidades americanas. Fazem parte do grupo pessoas aprovadas em diversos níveis, da graduação ao doutorado, e que precisam do visto para fazer matrícula e ter acesso às bolsas de estudo que ganharam.

 

Segundo o relato dos estudantes, a entrevista para tirar o visto é marcada, mas 20 dias antes da data é cancelada pelas autoridades americanas, que explicam que a embaixada e os consulados não estão funcionado e não têm previsão para voltar a funcionar. Muitos alunos tentaram tirar visto de emergência, mas também tiveram os pedidos negados, segundo o Globo.

 

Os brasileiros pedem para receber o mesmo tratamento dado a estudantes europeus e de outros países da América Latina, com quem eles conversaram, e para quem os EUA estão liberando entrevistas de vistos desde junho e também a entrada no país com a adoção de cuidados sanitários.

 

Procurado, o consulado americano no Rio de Janeiro respondeu que os EUA "continuam sendo o principal destino global de estudantes internacionais" e que reconhece "os sérios desafios que a pandemia da Covid-19 têm colocado tanto para universidades quanto para estudantes".

 

A nota diz ainda que o consulado espera que "muitos estudantes internacionais que planejaram estudar nos EUA ainda possam fazê-lo". 

 

Já pelo Facebook, ao questionar o consulado, uma resposta automática é enviada. "A Embaixada e os consulados dos EUA no Brasil suspenderam as entrevistas rotineiras de vistos de imigrante e não imigrante. Retomaremos as entrevistas rotineiras de visto o mais rápido possível, mas não podemos fornecer uma data específica até o momento", diz o texto. 

Fonte: Bahia Notícias

A cidade de Macapá-AP registrou um novo apagão total nesta terça-feira (17). O Operador Nacional do Sistema Elétrico confirmou o que chamou de "uma ocorrência no Amapá". Desde o último domingo (15), havia um rodízio, com regiões da capital do estado que ficavam três horas com energia e três horas sem.

 

Apesar da prefeitura e o governo do estado ainda não se manifestarem, o caso foi confirmado por relatos pela Rede Amazônica, afiliada da TV Globo no Amapá.

 

O senador Randolfe Rodrigues (Rede Sustentabilidade -AP), disse nas redes sociais que "estamos novamente com apagão total no Amapá". "É urgente um esclarecimento das autoridades responsáveis sobre o que aconteceu neste momento", finalizou em publicação no Twitter. 

Fonte: Bahia Notícias

As empresas que ainda estiverem aplicando a redução de jornada e salário no mês de dezembro deverão calcular o valor do 13º de seus funcionários sobre a remuneração integral.

Para quem decidir parcelar esse pagamento, o primeiro depósito deve ser feito até o dia 30 de novembro.

O Ministério da Economia informou nesta terça (17) que produziu uma nota técnica com parâmetros para o cálculo do abono de Natal.

Como a legislação prevê que a gratificação tenha como referência o salário do mês de dezembro, havia dúvida quanto ao cálculo do 13º dos trabalhadores que ainda estão com as reduções permitadas pela Medida Provisória 936, depois convertida na Lei 14.020.

"Os trabalhadores com jornadas de trabalho reduzidas no âmbito do benefício emergencial devem ter as referidas parcelas pagas com base na remuneração integral. Esta regra deve ser observada, especialmente, nos casos em que os trabalhadores estiverem praticando jornada reduzida no mês de dezembro", afirma a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia.

A nota diz também os períodos de suspensão de contrato não devem ser computados no cálculo do 13º. O entendimento vale também para a contagem do direito a férias. A exceção, segundo o Ministério, é para casos em que o empregado trabalhou mais de 15 dias em um determinado mês.

Nesse caso, a regra favorece o empregado. Se um funcionário trabalhou por 16 dias no mês de abril, por exemplo, e desde então ficou como contrato suspenso, a empresa deverá calcular o 13º sobre três meses inteiros que ele trabalhou e mais os dias em abril.

"A diferenciação ocorre porque na redução de jornada o empregado permanece recebendo salário, sem afetar seu tempo de serviço na empresa, o que permite computar o período de trabalho para todos os efeitos legais. Com a suspensão dos contratos de trabalho, no entanto, a empresa não efetua pagamento de salários e o período de afastamento não é considerado para contagem de tempo de serviço, afetando assim o cálculo das férias e do 13º", diz o Ministério da Economia, em nota.

Fonte: Bahia Notícias

O casos da Covid-19 na Bahia estão em tendência de crescimento, é o que mostram os dados diários divulgados pela Secretaria da Saúde nos últimos dias. A média móvel de novos casos confirmados na Bahia vem aumentando. O número esteve em torno de mil no início de novembro, e nesta segunda-feira (16) está em torno de 1.500. 

 

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 24 mortes e 712 novos casos de Covid-19. 

 

Os números totais chegaram a 374.721 casos confirmados e 7.967 mortes desde o início da pandemia. 

Fonte: Bahia Notícias

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, por meio da Secretaria de Saúde, vem a público informar mais 20 (VINTE) NOVOS CASOS POSITIVOS PARA O CORONAVÍRUS no município.

Os casos se referem: nove pacientes do gênero masculino, de 19 a 76 anos; onze pacientes do gênero feminino, de 17 e 49 anos. Os pacientes não referem história de viagem ou contato com caso positivo.

Todos os contatos intradomiciliares permanecem em isolamento domiciliar, monitorados e investigados pelo serviço de Telemedicina e pela Vigilância Epidemiológica.

Ressaltamos que todos os procedimentos tem sido deliberados em consonância com as determinações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde.

Até o momento, Luís Eduardo Magalhães tem 3.635 (três mil, seiscentos e trinta e cinco) casos confirmados da Covid-19 e 36 (trinta e seis) óbitos.

Lembramos que a melhor maneira de proteção contra o coronavírus continua sendo o distanciamento social, para que mantenhamos o controle em Luís Eduardo Magalhães, preservando a saúde e a vida dos luiseduardenses.

O vírus está entre nós e não temos como saber quem pode ser portador. Se você puder, fique em casa. Se precisar sair, use máscara.

Fonte: Felipe Melhem Secretário Municipal de Saúde.
17
Nov / 2020

NOTA OFICIAL

A Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, vem a público informar que as consultas e os exames dos pacientes já agendados na Rede Municipal de Saúde não estão sendo canceladas.

A Prefeitura esclarece ainda que, excepcionalmente nesta segunda e terça-feira, 16 e 17 de novembro, um médico cirurgião que atende pela Rede Municipal de Saúde, informou que não poderia comparecer ao seu local de trabalho, e, em decorrência deste fato, os procedimentos marcados com este profissional para essas datas precisaram ser cancelados, mas serão remarcados.

A programação do mês de novembro segue normal, assim como também seguem normais as cirurgias programadas.

Fonte: Assessoria de Comunicação (ASCOM) Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães/BA
17
Nov / 2020

OFERTAS RELÂMPAGO

Fonte: Grupo Santo Antonio
17
Nov / 2020

HÁ VAGAS

Fonte: Grupo Santo Antonio

Fonte: Grupo Santo Antonio

O casos da Covid-19 na Bahia estão em tendência de crescimento, é o que mostram os dados diários divulgados pela Secretaria da Saúde nos últimos dias. A média móvel de novos casos confirmados na Bahia vem aumentando. O número esteve em torno de mil no início de novembro, e nesta segunda-feira (16) está em torno de 1.500. 

 

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 24 mortes e 712 novos casos de Covid-19. 

 

Os números totais chegaram a 374.721 casos confirmados e 7.967 mortes desde o início da pandemia. 

Fonte: Bahia Notícias

A Associação dos Servidores Públicos da Ancine (Aspac) redigiu uma carta em que demonstra uma preocupação pelo que chamam de "risco de regressão em conquistas que levaram décadas para serem consolidadas". Os funcionários da agência estão insatisfeitos com os rumos da política audiovisual no país.

 

De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, na Folha, o setor tem medo que a cota de exibição de produções brasileiras nos canais pagos de televisão, garantida por lei, seja ameaçada e que a Agência Nacional do Cinema (Ancine) não não seja ouvida no processo.

 

Em vigor desde 2011, a Lei da TV Paga, incentivou a produção de filmes e séries nacionais. Segundo ela, todos os canais devem veicular um mínimo de 3h30 de conteúdo brasileiro semanalmente em horário nobre, sendo metade de produtoras independentes.

Fonte: Bahia Notícias

Fonte: Grupo Santo Antonio

O Instituto Nacional do Câncer (INT) de Milão, na Itália, identificou indícios de que o novo coronavírus já circulava no país em setembro de 2019. Até o momento o que se sabe é que a China foi o primeiro país a identificar casos da doença, em 31 de dezembro de 2019. As descobertas foram publicadas pela revista científica "Tumori Journal" do INT.

 

A descoberta da entidade italiana pode significar que a Covid-19 pode ter se espalhado para fora da China antes do que se imaginava. As informações são da agência Reuters.

 

A reportagem destaca que para a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Sars-Cov-2 e a Covid-19 eram desconhecidos antes de o surto ser relatado pela primeira vez em Wuhan, na região central da China, em dezembro.

 

Antes dos resultados da pesquisa do INT, o que se sabia era que o primeiro caso da Covid-19 na Itália foi detectado em 21 de fevereiro em uma pequena cidade próxima a Milão, na região da Lombardia, no norte do país, ressalta a reportagem publica no G1.

 

No entanto, os indícios identificados pelo instituto italiano mostram que 11,6% dos 959 voluntários saudáveis ??inscritos em um teste de rastreamento de câncer de pulmão entre setembro de 2019 e março de 2020 desenvolveram anticorpos contra o coronavírus bem antes de fevereiro.

Fonte: Bahia Notícias

Uma série de bairros de Salvador apresentou queda de energia na madrugada desta terça-feira (17), por volta de 0h35. Os relatos estão sendo feitos por soteropolitanos nas redes sociais.

 

A falta de luz foi registrada em bairros como Bonfim, Ribeira São Caetano, Pituba, Piatã, Itapuã, Stella Maris, Praia do Flamengo, Cajazeiras, Vila Canária, Sussuarana, Garcia, Saboeiro, Cabula, Imbuí, São Marcos e São Rafael.

 

Por outro lado, moradores da Barra, Barris, Canela, Nazaré, Pernambués e Liberdade relataram que não houve queda no fornecimento de energia, assim como em partes do Rio Vermelho e de Brotas.

 

Ainda não há informações sobre o motivo do apagão.

Fonte: Bahia Notícias

O relatório sobre a regulamentação do Fundeb, apresentado nesta segunda-feira (16) pelo deputado Felipe Rigoni (PSB-ES), não atende o desejo do governo Jair Bolsonaro (sem partido) de estender o escopo de escolas privadas sem fins lucrativos aptas a receber recursos do fundo.

O texto do relator mantém a autorização apenas para a educação infantil (creche e pré-escola) e educação no campo e especial, as quais nem sempre têm vagas na rede pública. A única novidade é com relação à educação profissional de ensino médio: há previsão de que recursos do fundo possam ser direcionados para particulares sem fins lucrativos que atuem nessa modalidade.

Principal mecanismo de financiamento da educação básica, o Fundeb foi renovado neste ano por meio de uma emenda constitucional que ampliou a previsão de recurso. O Congresso agora precisa regulamentar a emenda.

Com apoio e pressão de religiosos, Bolsonaro quer ampliar para toda educação básica o aval para receber recursos do Fundeb. A regra beneficiaria escolas confessionais, filantrópicas e comunitárias.

Como a Folha de S. Paulo mostrou na semana passada, a maior parte das escolas privadas conveniadas com as redes públicas atua nas cidades mais ricas, o que vai na contramão das mudanças pelas quais passou o Fundeb e tiraria dinheiro de municípios mais pobres, fator citado por Rigoni nesta segunda.

O governo pressiona o Congresso a aprovar a regulamentação ainda neste mês. Caso isso não ocorra, avalia encaminhar uma medida provisória.

Segundo Rigoni, o governo já está com o texto e, no geral, apoia seu conteúdo. O deputado espera que a votação ocorra nesta semana ou na próxima. Depois de passar pelos deputados o texto vai para o Senado.

No caso da educação profissional, o relatório prevê que instituições sem fins lucrativos possam atuar com recursos do fundo na oferta desse itinerário formativo. O Sistema S, por exemplo, também poderá ser contemplado.

O texto só permite transferência para escolas de educação especial que atendam no contraturno, o que não privilegia unidades de atendimento segregado, como defende a nova política federal para a área.

O dinheiro do fundo é distribuído com base no número de alunos, com ponderações por etapa. Matrículas em creche e educação integral, por exemplo, recebem mais recursos.

O texto de Rigoni manteve essas mesmas ponderações, mas elas serão repactuadas no próximo ano. Ainda há previsão de outros fatores a levar em conta e a serem discutidos: o potencial de arrecadação de cada município, a disponibilidade de recursos e o nível socioeconômico dos alunos.

O Fundeb reúne parcelas de impostos e recebe uma complementação da União, hoje, de 10% e que vai chegar, de modo escalonado, até 23%.

Dos recursos extras, 2,5% vão para municípios que obtiverem bons resultados. O texto de regulamentação tem como parâmetros o provimento de cargos de diretores de escolas com critérios técnicos (contra nomeações políticas) e participação de ao menos 80% dos alunos em avaliações.

Além disso, contarão nível e avanço em avaliação de aprendizagem, taxas de aprovação e atendimento escolar.

Os 10,5% restantes serão distribuídos com base no gasto municipal (o que atinge cidades pobres em estados mais ricos). Metade desses recursos (5,25%) terá de ser investido na educação infantil, o que foi proposto pelo governo.

Para Lucas Hoogerbrugge, gerente de estratégia política do Movimento Todos pela Educação, o relatório avançou muito e consegue garantir a operacionalização das transferências de recursos no próximo ano sob as novas regras, uma preocupação dentro do governo.

Para ele, além das regras sobre os repasses direcionados à educação infantil, o texto precisa de pequenos ajustes, como explicitar a ponderação de fatores socioeconômicos para o volume de recursos que serão distribuídos por melhorias de resultados.

Fonte: Bahia Notícias

Um casal foi preso na noite deste domingo (15) ao tentar transportar 20 quilos de cocaína. O flagrante ocorreu em um trecho da BR-110 de Ribeira do Pombal, no Nordeste baiano. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF-BA), o material estava marcado com uma figura alusiva à marca Ferrari. O caso teve início quando os PRFs viram um veículo Fiat/Uno fazer tentando fazer uma manobra proibida.

 

Ainda segundo a PRF-BA, os policiais seguiram para tentar orientar o condutor. Na abordagem, tanto o motorista como a passageira demonstraram nervosismo. O casal teria apresentador informações desencontradas. Em uma delas, eles contaram que não tinham viajado recentemente, mas os policiais encontraram tickets de pedágio do dia anterior (14), o que demonstrava que o veículo havia viajado entre as cidades de Ituverava (SP) e Sales Oliveira (SP).

 

Diante das divergências, os PRFs iniciaram uma varredura no interior do veículo. Dentro do painel, do lado da passageira, havia 20.730kg de cocaína. Os dois e a droga apreendida foram levados para a delegacia do município.

Fonte: Bahia Notícias
  Curta nossa página
  PUBLICIDADE

| Todos os Direitos Reservados |