Notícias

Após uma pausa no final de outubro, a vacina Sputnik V, contra a Covid-19, desenvolvida na Rússia, teve sua vacinação em voluntários retomada. Segundo a agência de notícias Reuters, funcionários de clínicas que realizam os testes informaram que a aplicação de doses em participantes dos estudos foi interrompida temporariamente por causa da alta procura e do baixo estoque do imunizante. 

 

A decisão, de acordo com o diretor do Instituto Gamaleya, que fabrica a vacina, Alexander Gintsburg, foi se deu porque o país queria se concentrar na administração da segunda doses em voluntários que já tinham recebido a primeira.

 

Vale lembrar que a capital russa, Moscou, tenta acelerar os planos para inocular a população. A publicação da Reuters indica que repórteres observaram que as pessoas faziam filas para aguardar exames médicos pré-vacinação em três das clínicas que realizam os testes. 

 

"Recomeçamos a vacinação. Muitas pessoas vêm para ser inoculadas", disse um profissional de saúde da Clínica Número 170.

 

Ao todo, 20 mil voluntários receberam a primeira dose da Sputnik V até o dia 11 de novembro. Outros 16 mil também tiveram injetada a segunda. A informação é do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF). A ideia é que 40 mil pessoas tenham acesso às doses da vacina. 

Fonte:Bahia Notcias
voltar   home   subir  imprimir
  Curta nossa página
  PUBLICIDADE

| Todos os Direitos Reservados |